Após acidente em obra do metrô, solo continua cedendo; área está isolada

da Folha Online

O solo nas proximidades do canteiro de obras da estação Pinheiros do Metrô (zona oeste de São Paulo), onde houve um desabamento por volta das 15h desta sexta-feira, não parou de ceder. Às 17h, a área permanecia interditada pela Defesa Civil. O desabamento ampliou uma cratera já usada pela empreiteira para descer veículos e equipamentos para as obras da linha 4-amarela, 30 metros abaixo. O buraco “engoliu” veículos e causou a interdição das ruas próximas. Imóveis foram esvaziados.
O secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, afirmou que ainda não é possível determinar as causas do acidente. Ele afirma que não há funcionários da obra soterrados, mas o motorista de um dos veículos que caiu na cratera não foi localizado.

 
 
 

Segundo o ajudante de produção Ilderlan Barbosa Furtunato, 27, que trabalha em outro posto de escavação a cerca de 150 metros do local, o acidente pode ter sido causado pelo desabamento do concreto armado da estação, a mais de 60 metros de profundidade. Com a queda, ele disse que os trabalhadores sentiram o impacto e, em seguida, perceberam a poeira. O ajudante disse ter visto pessoas com escoriações.

A Defesa Civil avalia ainda os imóveis e não há previsão para a liberação –o número de imóveis afetados também não foi confirmado.

Risco

A cratera aberta tem cerca de 80 metros de diâmetro e cerca de 30 metros de profundidade, conforme avaliação preliminar.

Um enorme guindaste na borda da cratera corre risco de desabar. Não há equipes trabalhando no local porque o risco de acidentes graves é muito grande.

Há falta de luz na região. Estão sem energia elétrica trechos das ruas Capri e Gilberto Sabino. Também foram afetadas as ruas Sumidouro, Cardeal Arcoverde, Teodoro Sampaio, Paes Leme e avenida Nações Unidas, desde às 14h55, mas o fornecimento foi retomado às 16h30, de acordo com a AES Eletropaulo.

A concessionária afirma que aguarda liberação do Corpo de Bombeiros para fazer os devidos reparos na rede no entorno do local do acidente.

——————

Maiores informações a qualquer momento.

Anúncios

Um comentário sobre “Após acidente em obra do metrô, solo continua cedendo; área está isolada

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s