Hillary Clinton começa campanha

A senadora americana Hillary Clinton começou a campanha pré-eleitoral neste sábado com uma visita a Iowa (norte) – um Estado amplamente rural dos Estados Unidos que será o primeiro a se pronunciar como parte do processo das primárias para as presidenciais de 2008.

Uma semana depois de anunciar a pretensão de se lançar à indicação democrata e com a firme intenção de consegui-la, a campanha de Hillary vem causando um verdadeiro frenesi na mídia, num momento em que as pesquisas a situam na cabeça entre os democratas: segundo uma enquete publicada neste sábado pela revista Newsweek, ela teria o apoio de 55% dos democratas, contra 35% que prefeririam o adversário Barack Obama, a estrela em ascensão do partido.

A pesquisa da Newsweek também a dá como vencedora no caso de um duelo contra um dos três favoritos atuais à corrida pela indicação republicana, o senador John McCain (50% contra 44%), o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani (49% contra 46%) e contra o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney (56% contra 37%).

Em troca, as sondagens mais recentes mostram que Hillary enfrenta dificuldades neste final de semana para conseguir eleitores no Estado de Iowa (centro-oeste).

(do G1)

E se a GloboNews exibisse o Big Brother?

SÉRGIO RIPARDO
Editor de Ilustrada da Folha Online

Tomara que tenha sido mesmo apenas uma falha técnica do “sistema” o real motivo de o canal de notícias Globo News ter exibido ontem trechos do “Big Brother Brasil”. Imagina se o telespectador mais crítico começa a suspeitar que se trata de alguma nova estratégia de marketing simplesmente destinada a promover tal programa, cujo ibope, como se sabe, não tem animado muito a cúpula da Globo.

Boninho tenta usar toda sua experiência para corresponder às expectativas. Teve total carta branca para montar o elenco de sarados e saradas. Não se abriu nenhuma possibilidade ao acaso, como a inclusão de participantes “do povo” (na visão da Globo, são os pobres, feios e gordinhos, perfis que foram excluídos da seleção). O “BBB7” virou um teatro de marionetes. Não há espontaneidade. Nada é natural. Não existe “show de realidade”. É tudo uma ficção. Inclusive o que ocorre fora da casa.

Reprodução
Para internautas, preguiça, gosto pelo grotesco e voyeurismo explicam o interesse pelo “BBB”

Ok, não vamos esperar muito da televisão neste período de férias, com o verão fervilhando e um calor que sufoca até pensamento. Também não vamos fazer uma tempestade em copo d’água no episódio da Globo News. Afinal, o canal ainda é um reduto da inteligência, tem credibilidade e consegue dar um verniz de bom gosto ao que transmite. O que precisa ser questionado é até onde iria a Globo no intuito de salvar o “BBB7”, sua “galinha dos ovos de ouro”, uma fonte de faturamento no período de recesso do mercado publicitário. Afinal, o consumidor ainda está pagando o peru de Natal e os presentes das crianças –além do IPVA, do seguro e impostos.

O fato é que a emissora demorou demais para explicar aos jornalistas o motivo da exibição de trechos do “BBB7”. Também não deu no ar satisfação ao telespectador sobre o que significava aquela conversa de seres humanos na piscina, procurando o azeite e o vinagre. A Globo News se apresenta como um canal de notícias 24h. É um canal pago acompanhado por um público qualificado, de alta renda, como profissionais de bancos e corretoras. Ninguém merece perder tempo com um conteúdo vazio e imbecilizante do “BBB7”, na hora do trabalho, sem falar no constrangimento de melar o noticiário econômico com cenas daquele calibre.

Se a Globo News seguisse os passos do Multishow, outro canal pago das Organizações Globo, haveria o elevado risco de gafes jornalísticas dignas do folclore. Lembre-se que o “BBB7” é cheio de cenas de nudez e banhos coletivos. Nada seria mais constrangedor do que, entre um flash ao vivo de um repórter na cratera do Metrô de São Paulo, a cena seguinte fosse direto da casa do “Big Brother”, onde participantes apareceriam só de roupa íntima, gritando palavrões ou difundindo preconceitos. Erro acidental ou intencional, triste também é ver que o “sistema”, bode expiatório de tantos defeitos e omissões, ainda falhe, inclusive na Globo. Não culpem os controladores de vôo.

Youtube volta a ser bloqueado no Speedy

O site de vídeos vis streaming, o YouTube, volta a ser “semi” bloqueado no Speedy, da espanhola Telefônica. O bloqueio acontece de uma forma diferente do feito anteriormente, no caso Cicarelli. Os assinantes Speedy conseguem fazer o upload do vídeo para o YouTube, porém não consegue assistir e nem ninguém que use o serviço. A equipe do YouTube chegou a notificar a Telefônica, porém a operadora nada fez. Os usuários apenas recebem uma mensagem de que o vídeo está carregando.

Fabiana Franchim, que nos informou e a todos os usuários de seu site, o bloqueio acontece apenas em vídeos recentes, enviados por IPs brasileiros são bloqueados. Várias pessoas ameaçam trocar o Speedy pelo Virtua, da Net. Os usuários que usarem proxys conseguirão carregar o vídeo normalmente. As primeiras informações são que o bloqueio tem a ver com o caso que a Cicarelli e seu namorado movem contra o YouTube, informação que ainda não foi confirmada.

Maiores informações a qualquer momento.

Blog Internacional – 2 anos – Direto ao Ponto.

Rapidinha do Blog

Voltamos com a coluna “Rapidinhas do Blog”, que são algumas notícias e comentários rápidos. É quase uma “Cicarelli”, só que em terra firme…

Bispa Sônia ou Nº 2007002788, como preferirem…
A Bispa Sônia, ou Nº 2007002788 (número dela no FBI) foi liberada da prisão com uma tornozeleira eletrônica que diz pra polícia cada passo dela (dá até pra fazer um Big Brother Renascer, ou Big Brother Presidários, ou Big Brother Negadores de Impostos e por aí vai). O que mais impressiona é a diference que a Bispa Sônia “2007002788” estás muito diferente do visual luxuoso de quando ela ia pregar pra agora que cumpre pena com o uniforme bege.

 

à esquerda nº 2007002788 e à direira Bispa Sônia Hernandes

Aguladas de defunto
Ronaldo Esper, que foi preso roubando dois vasos de um cemitério em São Paulo, dirigindo um fusca, dá entrevista hoje para Luciana Gimenez, programa para qual trabalha. Diferente dos outros dias, hoje será só ele e ela e não tem agulhadas. O programa deve atingir picos (eu disse PICOS!) de audiência altos para a atração.

Ronaldo Esper: do luxo ao lixo

Especial Tom Jobim na Globo
Parece que a Globo quer resgatar antigos nomes da MPB, já falecidos. Neste domingo, vai ao ar o especial sobre a vida de Tom Jobim. No fim do ano passado (como tivesse passado muito tempo) a Globo fez o especial “Por Toda a Minha Vida”, sobre Elis Regina. Nossos ouvidos agradecem…

Rede Globo homenageia Tom Jobim

A era das siglas

A notícia abaixo representa a nova fase que entramos, a era das siglas:

“OAB critica PAC e diz que MP do FGTS é ilegal

GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Roberto Busato, considerou ilegal a Medida Provisória editada pelo governo federal que estabelece o uso de R$ 5 bilhões do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para investimentos em infra-estrutura. A MP integra o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e prevê que o dinheiro do patrimônio líquido do FGTS possa ser usado nesses investimentos.

‘O desvio é de finalidade. Quando a lei determina quais as finalidades, particulariza, é o império legal que determina onde deve ser aplicado. Quando se generaliza parte dessa verba, você não está aplicando o que determina a legislação’, afirmou Busato.

As centrais sindicais Força Sindical e CGT vão protocolar hoje ação no STF (Supremo Tribunal Federal) com uma ação contra a MP.

Busato também criticou o fato do PAC ter sido lançado pelo governo sem a participação de entidades, da sociedade civil e de entes federativos na discussão do plano –o que Busato considerou ser ‘totalmente antidemocrático’, realizado ‘pela porta dos fundos’.

‘Isso foi feito sem qualquer discussão prévia com a sociedade civil, com o Congresso Nacional, com os governadores de Estado, o que coloca em xeque até a possibilidade de sucesso do programa’, afirmou.

O presidente da OAB criticou, ainda, a execução de parte do PAC por meio de medidas provisórias. ‘Torcemos para que o plano dê certo, mas ele poderia ir pela via normal, numa discussão no Congresso Nacional em caráter de urgência para nós recuperarmos o tempo perdido’, afirmou.

Candidato

Em encontro com Busato esta manhã, o deputado Gustavo Fruet (PSDBPR), candidato à presidência da Câmara, também criticou a edição de MPs no PAC. ‘Queremos ajudar no PAC, mas há uma inversão de lógica. Se fossem relevantes e urgentes, as MPs já deveriam estar no Congresso Nacional. Mas se anuncia um pacote com algo que ainda será enviado ao Congresso’, disse Fruet.”

O mundo tá virando uma sigla…