TV JB deve estrear em março

A TV JB (ou Rede JB), novo nome da CNT, tem previsão de estreia para março. Em seu casting já consta nomes como o âncora Bóris Casoy, Clodovil e Márcia Peltier. A nova emissora “pertence” ao empresário Nélson Tanure e sua recente CBM (Companhia Brasileira de Mídia). Na verdade, Nélson não comprou a CNT e sim arrendou-a, ou seja, comprou todos os horários dela por 5 anos e tem todo o lucro de comerciais e todos os gastos com a programação e produção, talvez um teste antes da compra definitiva.

As primeiras mudanças podem ser notadas à algum tempo. Mais programas foram produzidos em rede nacional, como o diário “Gente Como Você”, com a jornalista Andréa Veiga, “+ Pop”, programas de clipes apresentado pela Luiza Sermento (ex-TVE), e o recente “Cine Revista” com Isabel Wilker, filha do ator e cinéfilo José Wilker, além de vários outros programas.

Bóris Casoy, Clodovil e Márcia Peltier só devem chegar quando estiver tudo pronto, no começo de março. Bóris apresentará o “Telejornal do Brasil” (qualquer semelhança com o TJ Brasil é mera coincidência), um telejornal com uma hora de duração e entrará às 22hrs com um formato semelhante ao “Jornal das Dez” da GloboNews, Clodovil o “Por Exelência”, direto de Brasília e falando de vários assuntos e Márcia Peltier em um programa baseado no talkshow americano “The Oprah Winfrey Show”, líder de audiência nos Estados Unidos. Todos os programas estão sendo produzidos nos estúdios da produtora Casa Blanca, em São Paulo.

O jornalismo fica a cargo dos jornais da CBM, o Jornal do Brasil e a Gazeta Mercantil. Pequenos estúdios foram construidos na redação dos dois jornais, com capacidade para entradas ao vivo.

A propósta dessa nova emissora é ser uma reencarnação da antiga Rede Manchete mais jovem, uma rede de qualidade porém não “para velhos”, como diriam alguns adolescêntes. A nova rede de Tanure promete ser muito boa, mas será que o público irá redescobrir o esquecido e bloqueado canal da CNT que hoje só passa televendas e teleigrejas?