Bush in Brazil

Etanóis, como diz Simão! Bush chegou faz pouco tempo em São Paulo, segunda capital brasileira depois do Rio de Janeiro. Por que não se encontraram em Brasília? Porque é sexta e só opera até às 12h. Bush veio discutir sobre o álcool, pois disso o Lula entende.

Bush, na verdade, quer fazer dois papéis: de preocupado com o futuro do planeta que está procurando novas formas de energia, renováveis e ecologicamente correta e de que quer ajudar seus “hermanos” ou “brothers” latinoamericanos. Duas coisas que, como sabemos, ele não é.

Lula, que antes de assumir o governo era contra o imperialismo norte-americano, recebe seu “amigo” de braços abertos. Seus dólares também. Enquanto Lula encontra Bush hoje, ontem veio a cá no Rio de Janeiro para jogar uma pelada no Maracanã. Deixa o homem trabalhar!

Bush foi recepcionado em São Paulo com uma linda salva de vaias e cartazes “Fora Bush” (Que em inglês pode ser entendido como “For All Bush” ou “Bush para Todos”). Enquanto Bush viajava em seu Fucker 100, a polícia e os manifestantes viravam gladiadores. Pauladas, gás de efeito moral, xingamentos, bandeiras americanas em chamas, fotos de Bush com o bigode de Hitler e várias outras comparações ou insultos.

Enquanto Bush e Laura descansam em um caríssimo quarto do hotel Hilton (que pertencerá a modelo, atriz, cantora, vendedora de perfume, dona de casa e atriz pornô Paris Hilton assim que seu pai bater as botas) e enquanto isso os moradores dos barracos que tinham ao lado que foram demolidos não terão onde dormir.

Bush drink your North American water and your North American food (Bush bebe sua água e comida norte americana), por não confiar em nossa água ou comida. Sua garrafinha de água ou Coke estarão sempre ao seu lado. Lógico, vinda dos EUA. Aqui do Brasil pode estar contaminado.

O destino final mesmo da viajem deve ser conhecer seu mais novo território de domínio, o Brasil. Bush nos próximos meses deve anunciar seu domínio do Etanol brasileiro e assim garantir mais algumas décadas do império ianque no mundo, já que agora o Petróleo é coisa do passado.

A Amazônia o Lula já vendeu e Etanol já tem um comprador a vista. Correndo o risco de ser chamado de “viúva do Alckmin”: era melhor ele ter ganhado, porque assim só iria privatizar as empresas…

Agora, quanto Bush cobrará para nós, brasileiros, consumirmos o Etanol produzido em nossa terra?

Anúncios

3 comentários sobre “Bush in Brazil

  1. Olá Luan,

    Bom, o Brasil não é o mais novo território de domínio dos EUA. Junto com Japão, os estadunidenses tomam conta da Amazônia e os produtos norte-americanos já fazem a cabeça há muito tempo dos jovens. Lentamente, o domínio dos EUA vai aparecendo com muitos termos em inglês que usamos e são desnecessários etc.

    Agora, a produção de etanol no Brasil não é muito alta. Pode ser o líder deste mercado, mas o Brasil ainda não consegue nem sustentar a demanda nacional. Exportar o suficiente para os EUA é um desafio. E o que for para lá, será para abastecer a indústria deles, e não que será revendida para nós. Aqui, teremos já a produção direcionada pela própria Petrobras, principalmente.

    Flw

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s