Fala que eu te escuto… e te manipulo!

O programa Fala Que Eu Te Escuto, transmitido pela Rede Record, propôs na madrugada desta terça-feira (27) o seguinte tema para debate: “Homossexuais: o projeto de lei significa censura para a família ou justiça para os gays?”. O Projeto de Lei nº 440/01, elaborado por Ítalo Cardoso, vereador do PT, prevê a criminalização de toda e qualquer forma de discriminação ligada à orientação sexual. Estas normas foram criadas em função dos ataques constantes que gays, lésbicas, transexuais e bissexuais têm sofrido por grupos anti-gays, principalmente em São Paulo. 

Com uma abordagem parcial e negativa sobre o tema, a reportagem-especial da atração contou somente com opiniões de bispos e advogados contrários ao projeto de lei – o que já era previsível, já que os evangélicos “demonizam” a comunidade GLBTT. No meio do programa, transmitiu-se uma espécie de “conto-de-fadas”, explicitamente sensacionalista, na qual pessoas não-identificadas falavam sobre as dificuldades que passaram quando um integrante da família assumiu sua orientação sexual. Algumas das frases absurdas ditas pela família do garoto homossexual foram: “ele vai sofrer sendo gay”, “é gay porque quer!”, “eu queria tanto ter netos…”. Engraçado que nada do que foi afirmado na “historinha” foi rebatido (a não ser no e-mail que enviei ao programa).

“Vou colocar de novo, para ENTENDEREM”. Sim, foi exatamente isso que o apresentador do programa, o bispo Clodomir Santos, disse ao mandar rodar novamente o trecho da reportagem-especial na qual o senador Marcelo Crivella faz o ‘nobre’ raciocínio: “antigamente a homossexualidade era escondida. […] Depois foi tolerada. […] Agora é enaltecida. Daqui a pouco será obrigatória!”.

Reparem em duas coisas: a manipulação do programa, quando o apresentador pede para passarem de novo este trecho específico da reportagem, para os telespectadores ENTENDEREM, PERCEBEREM, CONCLUIREM, ou seja, terem sua opinião manipulada, tomarem o depoimento do senador como verdade absoluta, já que só foram veiculadas opiniões preconceituosas no programa. E outra coisa, o senador afirma com toda certeza que daqui a pouco a homossexualidade será obrigatória… e se for, qual é o problema? Não é uma doença, não é uma anomalia, oras! Puro preconceito descarado.

As ligações dos telespectadores seguiram pelo mesmo caminho. Advogados com os mesmos argumentos e discursos preconceituosos de “pra que perder tempo fazendo lei pra bichas, elas que morram”. Um deles, o advogado Marcelo, afirmou que, como pai de família, “não gostaria de levar minha filha ao shopping e ver dois gays se beijando”. Declarações deste porte deixam evidente que a homofobia já começa em casa: enquanto os judeuzinhos, negrinhos e deficientes tem o total apoio de suas famílias, os homossexuais, não. Estes são reprimidos e levados a pensar de forma preconceituosa desde pequenos. A família é a primeira a reprimir e discriminar, com a imposição dos papéis sexuais (“menina veste rosa, e menino veste azul”, “menino brinca de carrinho, menina de boneca”) e da falta de comunicação e instrução. Qual o problema de duas pessoas do mesmo sexo se beijarem no shopping? A criança já vai se acostumando a tirar essa idéia de homofobia da cabeça e encara isso como uma coisa normal (e é normal!). Podem assistir isso à vontade nas novelas, mas não podem ver de perto?

Gays sofrem mesmo, infelizmente. Culpa da sociedade homofóbica na qual vivemos. E a Rede Record só reforçou esse comportamento, fazendo esta abordagem manipuladora, tendenciosa, parcial, negativa, preconceituosa e homofóbica de um assunto tão sério quanto a homossexualidade. Lamentável.

Para ler o projeto do vereador Ítalo Cardoso na íntegra, acesse: http://www.abglt.org.br/port/leim440.htm

59 comentários sobre “Fala que eu te escuto… e te manipulo!

  1. a Igreja é tão porca que um amigo meu ex frequentante da Universal disse que eles PAGAM as pessoas para SUPOSTAMENTE parecerem que estão com o diabo no coro isso ja é demais se nao Ouvece tantos hipocritas assim quantas guerras serião evitadas? jah ah varias expeculaçoes que “deus” nunca existiu! me falem quantas pessoas melhorariam?quantos crimes seriam evitados com essa de que aquilo e normal aquilo e anormal?? me falem? eu respondo QUASE TODOS ! e eu sou ateu mesmo e eu sinto e pena dessas pessoa que seguem esse tipo de ideologia ! eu fui uma vez numa dessas igrejas u cara falava mais em dizimo no que em “deus” HAHAHAHA e dai eu vi aquela gente la depositando us ultimos dos ultimos trocos para aqueles infelizes e eles la bem belos de carrão importado dizendo se voce der o maximo de dinheiro para deus vc sera salvo,vc ira prosperar!e olha como eles se contradizem na Biblia u Suposto “deus” nunca pedi dinheiro tanto que recusou quando fez um de seus famosos milagres numa das historinhas que nao me lembro qual. e chega la e se escuta so aquele monte de carniceiros querendo arrancar até as roupas de baixo ! eu sou a favor sim contra a defesa do homo,bi,trans,lesbi… quanto sou a favor dos negros,indios,loiros etc etc … se o MUNDO parece de pensar um pouco no que a biblia diz e vese o que a sociedade passa concerteza Melhoraria jah MUITO ! ta aqui minha opnião quem quiser discordar discorda não to nem aie todos temos opnioes diferentes !

  2. Meus irmãos lendo esses depoimentos acima deduzi que a palavra do Sr e bem expresiva, e conclusiva, diz mais ou menos assim:_Não julgue para não ser julgado. amai-vos uns aos outros como o seu semelhante. vamos modernizar e atualizar homossexsual tambem são seres humanos lei a biblia com atenção vamos orientar e compreeder. não julgar e condenar Deus é um só pra todos que vos cre, aquele que vos cre em mim seras salvo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s