Neonazismo de volta a ativa

Homofobia, racismo, xenofobia, preconceito. É, o neonazismo está de volta a ativa pela Internet. Defendendo a “bandeira branca da guerra”, um dos sites mais populares do Brasil sobre o assunto, White Power Brasil, que usou uma tática antiga para fugir das leis brasileiras: se hospedar em um servidor norte-americano, sendo assim protegidos pela lei norte-americana, que defende a livre liberdade de expressão, nem que seja preconceito puro e propagação da intolerância (e deve ser por isso que volta e meia tem um tiroteio em alguma universidade por lá).

Logo na abertura do site, fala-se em lutar contra a destruição da raça branca, além de lutar contra a “infestação” judaica no dia-a-dia. Ao longo do site, aparecem imagens da suástica, de Hitler, mensagens anti-gays e contra os imigrantes ilegais, dizendo que eles são responsáveis pelo desemprego, contrabando, violência e todo o mal da humanidade.

Além de outras sessões repletas de preconceito, linguagem da 2ª Guerra e menções a Hitler, deu-me enjôo e tive que sair do site.

Segundo o portal Terra Magazine, o site está hospedado em um servidor americano, com o número de registro E1C356C79CF0F0FD, no nome de “Richard Sammoel Schnauzer”. O e-mail e endereço fornecido no registro são falsos. No Google não há registro de ninguém que se chame Richard Sammoel Schnauzer. O site ainda conta com uma “lojinha virtual”, que vende produtos nazistas.

A agência de notícias “AfroPress” descobriu o autor de várias ameaças a seu presidente. O autor é Marcelo Vale Silveira Mello, que se escondia por trás do pseudônimo “DR0K3D, o justiceiro” para espalhar mensagens de racismo e xenofobia pela rede.

É lamentável ver que em pleno século XXI ainda existe esse tipo de racismo, esse tipo sujo de atitude. A tal “supremacia ariana”, defendida nesse site, não leva em consideração o estudo que comprova que ninguém é “100% Branco” ou “100% Negro” no Brasil. A miscigenação das raças no Brasil foi tanta que não há mais diferenças, apenas na quantidade de pigmento há em nossa pele, enquanto nos nossos genes, a “bagunça” é generalizada.

Defender que uma única raça é a correta, um único modo de viver é o correto é inútil, a diferença é inevitável. As diferenças existem e são ótimas. A intolerância é o fim da humanidade, o preconceito é o fim da liberdade de expressão. Quem é preconceituoso, intolerante, só mostra mais que vive preso a um passado macabro, onde as pessoas não podiam ser quem elas são.

Não são as diferenças que devem ser combatidas, e sim esse preconceito, esse pensamento ultrapassado, essa doença que é a xenofobia. Viva as diferenças culturais, raciais, sexuais e todo o tipo de diferença. Até porque, como dizia Nelson Rodrigues, toda a unanimidade é burra!

PS: A lei 7.716 também enquadra esses sites. Primeiro parágrafo do artigo 20: “Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo. Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa”. Parágrafo segundo: “Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza: reclusão de dois a cinco anos e multa”.

Anúncios

4 comentários sobre “Neonazismo de volta a ativa

  1. Já havia visitado este site antes. Realmente é horrível.

    Essa idéia de “superioridade ariana” já está batida. Qualquer pessoa sã nem liga para isso; mesmo um preconceituoso utiliza-se de outras razões. Esta coisa de raça pura, purificação das etnias etc, a ciência já mostrou que isso não tem nada a ver. Duvido que o WhitePower conseguirá consquistar muitos adeptos para fazer o movimento deles.

    Hoje em dias as pessoas pensam coisas mais sérias.

    Vlw pelo post, Luan, realmente é o que eles pensam.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s