Papa abre conferência internacional e se despede do Brasil neste domingo

Em tom de despedida, em seu quinto e último dia no Brasil, o Papa Bento XVI vai inaugurar a 5ª Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe (Celam). O discurso inaugural do líder da Igreja deve orientar os 19 dias de discussões que vão ser conduzidas por um grupo de cerca de 200 arcebispos e bispos, além de 20 representantes de outras igrejas.

O resultado das discussões em Aparecida vai determinar a forma como bispos do continente devem enfrentar a perda de fiéis, o baixo número de padres e temas polêmicos como o aborto e os métodos contraceptivos. Em Aparecida, as audiências entre os bispos serão norteadas pelo tema “Discípulos e missionários para que n’Ele nossos povos tenham vida”.

O último encontro do gênero ocorreu em 1992, na República Dominicana, e fixou as bases das atividades da Igreja nos anos seguintes. As conferências de Medelín, em 1968, e Puebla, em 1979, terminaram marcadas pela chamada “opção pelos pobres”. “A partir de 1992 há uma guinada importante. É uma ênfase mais doutrinal e não de testemunho político”, disse ao G1, em abril, o teólogo Afonso Maria Ligório Soares, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

Para o ex-franciscano e teólogo brasileiro Leonardo Boff, um dos expoentes da Teologia da Libertação, a preocupação do Vaticano é sempre reforçar a hierarquia da Igreja e a fidelidade às determinações que partem de Roma. Para ele, o aspecto doutrinário da Conferência já mostra a preocupação de Bento XVI com o catolicismo na América Latina. “É um tema bem a gosto do atual Papa que quer uma Igreja se construindo para dentro, a mais pura possível, para dar testemunho da verdade”, diz.

Em um discurso na Plenária da Pontifícia Comissão para a América Latina, em 20 de janeiro, o pontífice apresentou suas principais preocupações para o encontro com os bispos. Reafirmou a necessidade de uma nova evangelização e de proclamar com “integridade” a mensagem de Cristo. Para especialistas, o pronunciamento mostra a preocupação do papa-teólogo com a tradição.

Apesar do foco pastoral da visita, durante o pronunciamento o pontífice deu pistas de temas que afetam a vida da Igreja e que podem ser tratados em alguns de seus compromissos. “A Igreja na América Latina confronta enormes desafios: a mudança cultural, os fluxos migratórios,…, a globalização, o secularismo, a pobreza crescente e a deterioração ecológica, assim como a violência e o narcotráfico”, disse o Papa.

Depois de participar de dois eventos com o Celam – uma missa pela manhã e o início dos trabalhos durante a tarde -, o Papa deixa Aparecida de helicóptero. Após um breve discurso de despedida no Aeroporto Internacional de Guarulhos, Bento XVI pega vôo de volta para a Itália.

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s