Frank Aguiar é cotado para substituir Gil no Ministério da Cultura, diz Mônica Bergamo

da Folha Online

Frank Aguiar pode substituir Gilberto Gil no Ministério da Cultura, informa a colunista Mônica Bergamo na edição da Folha de S.Paulo de hoje (conteúdo exclusivo para assinantes da Folha e do UOL).

As especulações de que o cantor e deputado federal pudesse assumir o cargo surgiram de uma conversa entre produtores de teatro em São Paulo, após Frank se reunir com o presidente Lula.

“Somos amigos desde os tempos de São Bernardo, estivemos juntos discutindo o Plano Nacional de Cultura, do qual sou relator. Depois de aprovarmos o plano, essa possibilidade [de assumir o Ministério] até seria viável”, afirmou Frank à coluna.

Apesar dos rumores, o deputado negou que tenha sido sondado por Lula para suceder Gil. “Quero curtir o meu mandato e cumpri-lo até o fim”.

——-

A política brasileira está bem servida, não?

Globovisión: “Nós somos a próxima RCTV”

Segundo a diretora jurídica da TV venezuelana Globovisión, Ana Cristina Nunez, o governo do presidente Hugo Chávez e a Assembléia Nacional estão finalizando uma estratégia legal para retirar do ar a emissora de jornalismo 24 horas, alegando irregularidades na concessão.
Funcionários temem uma invasão da sede em Caracas.

O Globo: Qual a justificativa legal do governo e do Parlamento para intervir na Globovisión?

Ana Cristina Nunez: O governo e o Parlamento já preparam há algum tempo uma estratégia para retirar a Globovisión do ar. Várias questões legais e burocráticas que a lei nos obriga a cumprir em vários ministérios não estão sendo feitas, mas não por nossa culpa. Os órgãos do governo estão travando esse processo. Com isso, em breve poderão alegar irregularidades e suspender a concessão, mesmo ela não estando para vencer.
Nós somos a próxima RCTV.

As ameaças do Parlamento foram diretas. A ação do governo contra a emissora está mais próxima?

Ana Cristina: Sem dúvida. A deputada Iris Varela é quem coordena no Parlamento, junto com o governo, a estratégia para nos retirar do ar. Ela já conclamou publicamente a população a invadir a Globovisión. Disse que o povo tem poder para fazer isso. Todos estão com muito medo. Avisamos a polícia, as Forças Armadas e o governo. Ninguém nos respondeu. Nossos funcionários são ameaçados nas ruas e vivem com medo.

Como a emissora vai se defender?
Ana Cristina: Temos recursos em várias instâncias da Justiça, mas nada foi definido até agora a nosso favor. Preparamos um documento para divulgação de nossos problemas e ameaças. Mas o governo tem o controle da situação. Infelizmente, é a situação que a Venezuela vive hoje. (L.V.)

Fonte: O Globo

Lula diz que conversor para TV digital a R$ 750 é “muito caro”

Redação Portal IMPRENSA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu com contrariedade quando empresários envolvidos com o lançamento da TV digital no país lhe disseram, na última quarta-feira (14), que o conversor para captar o novo sinal custaria para o consumidor aproximadamente R$ 750.

Lula disse que era muito caro e afirmou que o governo tomaria medidas, sem especificar quais, na hipótese de o conversor custar mais do que R$ 250. “Não se pode achacar o povo”, disse Lula, segundo relato ao jornal Folha de S.Paulo de duas pessoas que estavam na reunião que contou com empresários do ramo de TV e integrantes da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão).

No encontro, o ministro das Comunicações, Hélio Costa, chegou a dizer que, no mundo, o custo de um conversor desse tipo gira em torno de US$ 100 – na cotação desta sexta-feira (16), algo entre R$ 170 e R$ 180. O preço máximo de R$ 250 seria mais do que suficiente para que os empresários tivessem lucro, avaliaram Lula e ministros que estiveram na reunião.

Empresários argumentaram que, no início da produção, não teriam escala para lucrar e que o custo necessariamente seria maior, com queda no futuro. O presidente e ministros argumentaram que, mesmo que no início das vendas houvesse pouco lucro ou até prejuízo, os empresários ganhariam a médio e longo prazo porque a TV é, de longe, o meio de comunicação de massa mais importante do país.

Na visão de Lula, um custo elevado teria impacto político negativo na população. Depois do encontro, ele chegou a dizer que R$ 750 são suficientes para comprar aparelhos de TV grandes, de 20 ou mais polegadas. O presidente se mostrou disposto a dialogar com os empresários. Já foram adotados incentivos à produção de bens para a tecnologia de sinal de TV digital, como redução de impostos e financiamento. Com informações do jornal Folha de S.Paulo.

———

Não precisa ser um gênio pra saber que um conversor de R$750 é caro. Será que ele vai criar um “Bolsa TV”?

Folga de feriadão

Como puderam ter notado, estamos operando em regime mínimo neste feriadão. Só copiando matérias da Folha e do G1. Nunca do pessoal que pensa “ão”, porque são contra os blogs. É um pensamento meio “inho”, entende?

Mas semana que vem teremos uma mega-matéria especial sobre o caso “Coroa-Brastel”, um dos maiores escândalos brasileiros. Com direito a declaração de ex-funcionários da Brastel e do Sr. Paim Cunha. Imperdível.