Morre, aos 45 anos, Norton Nascimento

 

Hoje (21/12), às 08h05, morreu o ator Norton Nascimento, com 45 anos, no Hospital Beneficiência Portuguesa, em São Paulo, de falência cardíaca secundária com quadro infeccioso pulmonar. Segundo o hospital, a família não autoriozou a liberação de mais detalhes da morte do ator.

Norton Nascimento fez um transplante cardíaco em dezemnro de 2003, para tratar de um aneurísma. Desde então, passou a freqüentar os cultos da Igreja Renascer em Cristo, do casal Hernandes, e começou a participar ativamente de campanhas em prol da doações de órgãos.

Na televisão, Norton fez as novelas “Fera Ferida” (1993), “As Filhas da Mãe” (2001), “De Corpo e Alma” (1992), todas da Globo. Seu último trabalho em novelas foi “Maria Esperança” (2007), do SBT. Segundo a assessoria da emissora, Norton estava escalado para a novela “Revelação”, próxima novela do SBT.

No cinema, participou dos filmes “Carlota Joaquina” (1995), “Drama Urbano” (1998), “Aré Que a Vida Nos Separe” (1999) e “Araguaya” (2004)

No teatro, Norton estava estrelando uma peça ao lado de sua esposa, Kelly Nascimento. Norton deixa a esposa e três filhos. Um menino e duas meninas.

Aprovação Automática: Aos 47 do segundo tempo, quando o juíz já ia apitando o fim…

… o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Sr. César Mai,a fez mais uma: mandou voltar a aprovação automática, bem durante o 3º CoC. É, o prefeito ainda continua brincando de governar, como se o Rio fosse o “Reino de Avilan”, como na novela “Que Rei Sou Eu?”. Pra você que acompanha essa novela sem-graça, anote aí mais um número. O que vale agora é o Decreto Nº 28878. Esse decreto não é nada mais do que uma reedição da Resolução 959, que acaba com o Ótimo e o Insuficiente e instaura o RR (Registra Recomendações), só que o RR só reprova ao fim dos ciclos.

O que o Sr. Prefeito César Maia é uma brincadeira muito de mau gosto. A cidade do Rio de Janeiro é a segunda mais importante economicamente do país, só atrás de São Paulo. Ter um prefeito que, no final do mandato, brinca de governar. César Maia foi prefeito do Rio de Janeiro durante 1993 e 1997 e, depois do mandato de seu ex-pupilo, Luis Paulo Conde, voltou a assumir a prefeitura do Rio desde 2001 até 2008. Um prefeito tão experiente, que cobiça o cargo de governador, simplesmente brinca com o futuro de milhares de alunos da Rede Municipal de Ensino.

César Maia tem duas indicadas concorrendo a prefeitura ano que vem: Denise Frossard, do PPS, que concorreu no 2º Turno com o governador Sérgio Cabral (PMDB) e Solange Amaral, do DEM, que está entre as últimas. E quem tá na frente é o Wagner Montes, do PDT, que agora é um partido comercial depois que o Brizola morreu. E corre por fora o Bispo Marcelo Crivella, do PRB, candidato da IURD. Nos últimos lugares, os mais sérios, Jandira Feghalli, do PC do B e Chico Alencar, do PSOL. Pelo visto, o Rio de Janeiro continuará entre aos mosquitos da dengue durante alguns anos.

Ah, enquanto o César Maia brinca de governar, seus netos estudam em um colégio particular caríssimo e que reprova. Contraditório, não?

Novo blog: Vida Pública e Privada

O Internacional acaba de ganhar um blog-irmão, o blog Vida Pública e Privada, que são comentários de coisas que todas as pessoas já passaram na vida, pelo menos uma vez. Desde o engarrafamento no trânsito até a Velox que fica fora do ar. Quem leu o post “O caso da Velox fora do ar“, o blog “Vida Pública e Privada” seguirá esse mesmo estilo.

Isso faz parte do projeto de restruturação do Internacional. Esse querido blog continuará fazendo comentários sobre todos os assuntos. Agora são mais opções para seu lazer e entretenimento.

Equipe Internacional

O fim próvisório do imposto provisório

Ontem, na calada da noite, a renovação da CPMF, a Contribuição (dita) Provisória sobre Movimentação Financeira, foi barrada no Senado. Muita confusão. Bate-boca, discussões, brigas, acusações. A CPMF rendia 40 bilhões de reais ao Governo. Agora o Ministério da Saúde colocará a culpa no Senado da falência do SUS. A CPMF existe faz mais de 10 anos e a saúde pública só piora.

Os líderes da oposição já aceitam negociar a criação de uma nova CPMF. Dessa vez, permanente. O senador Heráclito Fortes (DEM-PI) disse que apesar da postura contrária do DEM à CPMF, o partido aceitar negociar o seu retorno –se o governo firmar o compromisso de mudar a sua estrutura. “No formato atual, o próprio presidente Lula não aceita o retorno [da CPMF]. Agora, pode, se colocar um botox e tirar umas gordurinhas”, ironizou o democrata.

O senador não considera, porém, que a rediscussão da CPMF seja um “recuo” da oposição –especialmente da bancada do DEM, que desde fevereiro firmou posição contrária à matéria.
“Não é um recuo, vamos manter a nossa bandeira de luta. O mal do governo foi não querer uma relação institucional e partir para o ataque contra a oposição.”

Todos nós sabemos que a CPMF foi criada para a saúde e o uso das verbas do imposto com a saúde não chegam a 1%. Se o dinheiro tivesse seu destino correto, não teríamos o caos da saúde que temos hoje. A pergunta que todos fazemos é: “Onde está o dinheiro?”. A resposta, todos nós sabemos: em contas no exterior, na Suíça e nas Ilhas Caymann. Enquanto achávamos que haviam senadores que defendiam os interesses da população, caímos na realidade. Todos defendem só um interesse, o de si mesmo.

SBT deverá mesmo exibir inéditos de Chaves

Um ótima novidade para os fãs de Chaves. Depois de mais de 10 anos sem episódios inéditos no SBT — o último lote comprado foi em 1993 –, o SBT deverá exibir novos episódios de Chaves. Segundo Gustavo Berriel, dublador do Nhonho, os estúdios Hebert Richers já dublaram 9 episódios de Chaves, que são montados com 3 ou mais quadros do Chaves no programa Chespirito. O provável ‘lote de 2007’ deve ter sido comprado recentemente da Televisa. São todos episódios de 1988 e 1989.

Segundo Berriel, até agora os seguites quadros/episódios foram dublados:

– Aula sobre Plantas (imagem acima)
– Aula sobre Naves Espaciais
– Brincando de Atropelamento/Estatísticas (No Restaurante)
– Futebol Americano
– Chapolin na vila (3ª versão)

Berriel ainda afirma que provavelmente serão episódios especiais de 40 a 50 minutos de duração. O texto contém falas como “Voltamos já com Chaves” e “Chaves está de volta”, que deve ser gravada pelo narrador do SBT ou da Hebert Richers.

Pesquisas para eleições municipais pelo Brasil

Em 2008 em todos os municípios brasileiros haverão votações para escolha do prefeito e dos vereadores. Veja a pesquisa do Datafolha nas principais capitais do país:

Em São Paulo (Capital), a eleição está entre Geraldo Alckmin (PSDB) e Marta Suplicy (PT). Ambos estão no patamar de 25%. O atual prefeito, Gilberto Kassab (DEM), está no patamar de 15%.

No Rio de Janeiro (Capital), o apresentador e vereador Wagner Montes (PDT) o pastor e deputado Marcelo Crivella (PRD)  e a apoiada de César Maia, Denise Frossard (PPS)  estão no patamar dos 15%. No segundo patamar, entre 9% e 6%, estão a apoiada do Lula, Jandira Feghali (PCdoB) , Chico Alencar (P-SOL) e outra apoiada pelo César Mara, Solange Amaral (DEM). Margem de erro: 4 pontos, já que a amostragem foi de apenas 640 eleitores.

Em Belo Horizonte a eleição depende da decisão do ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT). Se Ananias se canditadar, a disputa se torna intensa com o PSDB, entre Eduardo Azeredo e João Leite. Sem ele, os dois candidatos do PSDB ficam bem na frente.

Em Porto Alegre, o prefeito José Fogaça (PMDB)  está no patamar dos 20% e os demais concorrentes nos 15%. Todos os outros empatados: Olivio Dutra (PT), Onyx Lorenzoni (DEM) Manuela D’Ávila (PCdoB) e Luciana Genro (P-SOL).

Em Fortaleza, o ex-deputado Morani Torgan (DEM), desponta com 30%. A prefeita Luiziane Lins (PT) e o ex-governador Lucio Alcantara (PR-) estão no patamar dos 20%. Patrícia Saboya (PDT) está com cerca de 10%.

No Recife, Mendonça Filho (DEM) e Carlos Eduardo Cadoca (PSC) empatam no patamar dos 20%. Humberto Costa (PT) fica com cerca de 10%.

Em Florianópolis, Angela Amin (PP), está com cerca de 30%. Cesar Souza Jr (DEM) e Dario Bergher (PMDB) ficam com 15%.

Em Curitiba, o prefeito Beto Richa (PSDB) está liderando isolado com 60%.

Em Salvador: Raimundo Varela (PRB), o atual prefeito João Henrique Carneiro (PMDB), e Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM) estão entre 15% e 20%. Mais atrás, no entorno de 10%, os ex-prefeitos Imbassahy (PSDB) e Lidice da Mata (PSB).