Terremoto em São Paulo reflete em quatro estados

Um terremoto de 5.2 graus na escala Richter atingiu ontem o estado de São Paulo. O tremor aconteceu a 270km da capital paulista, a 10km de profundidade. Reflexos do terremoto foram sentidos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná. O tremor foi o maior dos últimos 10 anos.

Danilo Mesquita, morador de São Paulo, relata o que aconteceu. “Estava no piso superior Mc Donald’s da Av. Rebouças com Henrique Schaumman e balançou tudo, do chão à luminária no teto. A impressão é de que ocorreu em dois estágios, um primeiro mais longo e forte e depois um segundo mais curto e fraco. Na hora brinquei com minha noiva que era terremoto e ela me chamou de louco.”

Tremores de terra não são tão incomuns no Brasil. “O Brasil está mais protegido dos tremores. Eles são mais raros e menos intensos, mas isso não quer dizer que são inexistentes”, diz a especialista em sismologia Tereza Yamabe. O Brasil, explica, fica bem no meio da chamada “placa sul-americana”, que tem a borda leste no Atlântico e a oeste na Cordilheira dos Andes.

“Ainda assim, a placa é feita de rocha sólida que se movimenta sobre rocha líquida. Ela se mexe muito pouco, mas se mexe. Ao longo dos séculos, as tensões nas rachaduras se acumulam e a energia é liberada de repente”, afirma.

A especialista descarta totalmente a possibilidade de um tsunami no Brasil. “Nunca foi registrado um tsunami no Atlântico”, explicou ela. Isso porque a falha geológica no oceano que banha o território brasileiro é bem diferente das falhas do Pacífico. Ela foi causada pela separação dos continentes e não pela aproximação.

“Na falha do Pacífico, as placas estão sendo comprimidas uma contra a outra. Quando há liberação de tensão, há um terremoto extremamente forte e o solo do oceano se levanta, jogando a energia para a água”, afirma. “No Atlântico, não há essa compressão, então os terremotos serão sempre mais leves e não levantam a água”, diz.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s