Álvaro Lins é preso e Anthony Garotinho é indiciado

O Ministério Público Federal apresentou denúncia à Justiça Federal contra o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, o deputado estadual Álvaro Lins e mais 14 pessoas por, supostamente, integrarem uma organização criminosa.

Segundo a denúncia oferecida ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, o grupo de 16 pessoas usava a estrutura da Polícia Civil do Rio de Janeiro para praticar lavagem de dinheiro, facilitação de contrabando e corrupção.

Lins, preso em flagrante pela PF na manhã desta quinta-feira (29), foi denunciado pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha armada, facilitação de contrabando e corrupção passiva. Como tem imunidade parlamentar, Álvaro Lins não poderia, teoricamente, ter a prisão preventiva decretada.

O Ministério Público alega, porém, que a prisão dele só foi possível porque havia um flagrante referente aos crimes de lavagem de dinheiro. Em caso de flagrante delito, qualquer parlamentar pode ser preso, desde que o crime seja inafiancável.

O assunto está sendo examinado pela Mesa Diretora da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj), que ainda não anunciou sua posição.

Segundo a Polícia Federal também foram presos em flagrante a ex-mulher do deputado, Luciana Gouveia dos Santos, e o sogro do deputado, Francis Bulos, que seriam usados como ‘laranjas’.

Em outros momentos, ao comentar as denúncias, Álvaro Lins já havia negado as acusações, atribuindo os ataques a um delegado que seria seu adversário na polícia.

Já o ex-governador Anthony Garotinho está sendo denunciado por formação de quadrilha armada.

Fonte: G1

——–

Tomare que esse canalha fique preso e que esse pilantra do Anthony Garotinho, que comandou o Rio durante 8 anos seja preso e que a Justiça não seja injusta e mantenha na cadeia esses dois pilantras! Cadeia Neles!!