Morre, aos 101 anos, Dercy Gonçalves

Morreu às 16h45 deste sábado, no Rio de Janeiro, a atriz e comediante Dercy Gonçalves, aos 101 anos de idade. Dercy deu entrada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do Hospital São Lucas, em Copacabana, zona sul da cidade, nesta madrugada, com forte pneumunia.

Dercy Gonçalves era conhecida pela sua irreverência, bom humor e constante uso de palavras de baixo-calão. Dercy dizia ter duas idades: a de registro e a verdadeira. Dercy Gonçalves foi registrada pelo pai com dois anos de atraso.

Dercy Gonçalves iria entrar no Guiness Book, o livro dos recordes, como a atriz em mais longo tempo de atividade do mundo. Junto com isso, a biografia sobre Dercy Gonçalves escrita por Maria Adelaide Amaral irá ganhar versão teatral, com atriz e comediante Fafi Siqueira no papel de Dercy.

O último trabalho de Dercy na televisão foi o programa “Fala Dercy”, no SBT, em 2000 e algumas aparições na “Praça é Nossa”, também no SBT, em 2001.

Em uma entrevista ao TV Fama, da RedeTV!, Maria Adelaide Amaral disse que “Dercy é mais que um palavrão. A Dercy tem uma grande história, uma grande vida.”

Dolores Gonçalves Costa, nome original de Dercy Gonçalves, nasceu em Santa Maria Madalena, em 23 de junho de 1907. Começou a sua carreira em 1929, numa companhia de teatro intineirante. Participou do auge do teatro de revista, na década de 30 e 40. Também participou de vários filmes do gênero “chanchadas”. Na televisão, foi a atriz mais bem paga da TV Excelsior, em 1963, onde conheceu o executivo Boni. Dercy também integrou o elenco da TV Rio e foi uma das primeiras contratadas da TV Globo, fazendo o programa “Dercy de Verdade”, um dos primeiros de sucesso da emissora carioca.

Em 1991, Dercy foi homenageada pela Unidos da Viradouro, escola de samba carioca. Dercy, que ainda se recuperava após a fratura da bacia, desfilou com os peitos nus, causando polêmica.

Dercy fez 23 filmes, o último um curtametrage, “Célia & Rosita”, de 2000. Na televisão, fez as novelas “Que Rei Sou Eu?”, como a Baronesa Eknésia, em 1989 e “Deus nos Acuda”, em 1992.

Aos 95 anos, Dercy declarou: “Só vou morrer quando EU quiser.”

“Porra não é palavrão. A gente é feito de porra. Palavrão é fome, é miséria” – Dercy Gonçalves

5 comentários sobre “Morre, aos 101 anos, Dercy Gonçalves

  1. Morreu Dercy Gonçalves. Sei que ela será lembrada pelo humor escrachado e pelos termos chulos, mas, penso que ela deveria ser lembrada como uma “sobrevivente” e uma vencedora. Neta de uma escrava, abandonada criança pela mãe, surrada pelo pai…Teve pouca instrução formal, fugiu para atuar numa companhia de teatro mambembe e, de teatro em teatro, tornou-se atriz de cinema e televisão. Ela atravessou o século XX, sobreviveu à tuberculose e ao câncer e chegou ao século XXI; revolucionou o teatro brasileiro, a linguagem cinematográfica e televisiva. Hoje, a neta de uma escrava, filha de um coveiro, está sendo velada na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e, ao lado do caixão, uma coroa de flores do presidente da República. Ela é um exemplo de superação.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s