POLÍTICA: E o cantor deixou de ser ministro

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, anunciou sua saída do governo nesta quarta-feira (30) em reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula aceitou o pedido de demissão. Ele deve nomear o secretário-executivo da pasta, Juca Ferreira, para suceder Gil, que deixou o ministério para se dedicar à carreira musical (confira aqui especial em áudio com músicas do compositor).

Mais cedo, antes de um almoço oficial com o presidente da Costa Rica, Oscar Sánchez, no Palácio do Itamaraty, Lula disse que “Gil teve uma recaída” ao voltar de uma turnê promovendo o novo disco. Segundo Lula, o “Brasil não pode prescindir do Gil só na política”, comentou. “Ele vai priorizar o que é importante [para ele].”

Essa não é a primeira vez que Gil pede para deixar a pasta para se dedicar apenas a sua carreira artística -a última delas em novembro de 2007, quando afirmou que deixaria o ministério este ano. Nas vezes anteriores, porém, o presidente convenceu Gil a ficar no cargo.

Gilberto Gil começou sua carreira política em 1989, quando se elegeu vereador em Salvador, pelo PMDB. Gil é um dos poucos remanescentes do primeiro ministério nomeado por Lula em 2003.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s