O mundo vai acabar amanhã, será?

Você com certeza já deve ter ouvido algo a respeito do LHC, com um pedacinho dela aí na foto acima, e que ele pode acabar com o mundo. Várias pessoas ficaram desesperadas com a notícia. Os leitores do Blog Internacional também devem ter ficado, depois do apocaliptico vídeo de um meteoro atingindo a Terra publicado neste domingo.

Pois bem, queridos, desesperados e temerosos leitores. Buscamos mais informações a respeito, porque essa história está muito mal contada e tentamos resolver algumas questões como: “Pra que serve essa máquina?”, “Qual seu objetivo?”, “Se ela pode acabar com o mundo, porque continuaram com a construção dela?” e várias outras questões mal contadas pelos apocalipticos de plantão, e mal respondidas pelos cientistas de plantão.

O que é essa geringonça?
A tal máquina que nos matará amanhã chamasse LHC (Large Hadron Collider, Grande Colisor de Hádrons em português) é o maior acelerador de partículas já feito. O LHC irá acelerar os feixes de prótons até aingirem 7 TeV, assim, a energia da colisão dos protons será de 14 TeV.

Pra que eles estão fazendo isso?
Para fazer uma réplica do que aconteceu miléssimos de segundos depois do Big Bang, a uma cacetada de bilhões de anos atrás. Eles querem explicar a origem das massas das partículas elementares e encontrar outras dimensões do espaço.

Quanto eles estão gastando para construir uma máquina que pode nos matar?
A máquina assassina, como alguns já estão chamando, demorou 14 anos para ser construida, e custou 8 bilhões de dólares.

8 bilhões de dólares?? São loucos??
Sim, são. 8 bilhões de dólares disperdiçados. Enquanto há centenas de países destruídos, milhões de pessoas morrendo de fome, desastres ocorrendo a todo momento, eles pegam esse dinheiro e gastam numa máquina que não servirá pra nada de útil!

Afinal, quem são eles?
Neste projeto estão envolvidos 2 mil físicos de 35 países. São dois mil físicos que, há 14 anos, não transam, não beijam, não vêem mulheres, não tem mais o que fazer e só pensam nisso.

Quem já criticou esse projeto?
Nada mais, nada menos que a BBC, que fez um documentário criticando esse projeto inútil. A Revista Veja também fez uma matéria criticando esse “brincar de Deus”, como dizia a manchete da capa.

O que poderá acontecer com o mundo?
As chances de acontecer algo de errado são de 1 em 50 milhões, as mesmas de você ganhar na Mega-Sena, ou de um raio cair na sua cabeça. Ou seja, as chances são remotas, mas existem. O que pode acontecer é a máquina simplesmente explodir, destruindo assim todo a Europa (inclusive cidades belíssimas, como Paris, Roma e Londres). Com o impacto, acontecerá um mega terremoto, que gerará tsunamis por todo o mundo. Outra muito mais difícil de ocorrer é se abrir um buraco negro e sugar todo o mundo.

E se tudo se sair corretamente, o que acontecerá?
Os 2 mil físicos terão diversão para a vida toda, como destruir a Bíblia e ver prótons voando.

O que poderia ser feito com esses 8 bilhões?
Primeiramente, é necessária fazer a conversão. Quantos reais são 8 bilhões de dólares? Convertemos e vimos que é um pouco mais de 14 bilhões de reais. Dá pra comprar 14 bilhões de pacotes de paçoca tipo “três por um real”. Dá pra pagar sete vezes e meia a dívida externa do Haiti. Dá pra pagar cinco vezes a dívida externa da Etiópia e ainda sobraria uns trocados para acabar com a fome no país.

E porque não fazem isso?
Porque acham mais bonito ver elétrons voando…

E se os cientistas morresse, fariam falta?
De forma alguma. Esses desocupados tinham que morrer tudo com essa máquina. Assim parariam de gastar dinheiro com inutilidades e passariam a gastar dinheiro com coisas que valessem a pena, como acabar com a fome ou simplesmente fazer uma máquina que pudesse prever terremotos e tornados, por exemplo. Já estava de bom tamanho.

Madonna pode adotar criança brasileira

Segundo o site britânico The People, a cantora Madonna pretende adotar mais um filho. De acordo com as informações do site, inicialmente a diva planejava adotar uma garota da mesma religião do seu outro filho adotivo David Banda, do Malauí. Porém, devido a morosidade do processo de adoção do país, a cantora acabou desistindo da idéia.

A popstar e o seu marido Guy Ritchie, estão consultando os seus conselheiros da Cabala e o Brasil é um forte opção. Eles chegaram a pensar em uma criança da Índia , porém não chegaram a nenhuma conclusão ainda.

Segundo uma fonte do site, ligada ao casal, “O Brasil foi mencionado, entretanto Madonna ainda tem que fazer uma pesquisa com as agências de adoção de lá”

Em dezembro, Madonna passará pelo Brasil com a sua atual turnê “Sticky & Sweet Tour” do álbum “Hard Candy”. Ela realizará shows no Rio de Janeiro e em São Paulo.