ECONOMIA: Grupo Pão de Açúcar vence briga e compra Ponto Frio

Grupo Silvio Santos, Insinuante e Magazine Luíza estavam na disputa. Operação custou R$ 824,5 milhões

Com informações do G1 e Agência Reuters

Pão de Açúcar compra Ponto Frio

Pão de Açúcar compra Ponto Frio

Foi batido o martelo na disputa pelo Ponto Frio nesta segunda-feira (8) e quem levou a melhor foi o Grupo Pão de Açúcar, dona dos supermercados Extra e Sendas (no Rio). Com a compra, a rede retoma a liderança no varejo brasileiro, que havia sido perdido para a rede francesa Carrefour.

O valor da operação custou R$ 824,5 milhões, equivalente a 70,24% do capital total, parte pago com ações do Grupo Pão de Açúcar, segundo o comunicado da rede varejista.

Abílio Diniz, presidente do Grupo Pão de Açúcar, afirmou que não haverão demissões, mas sim contratações no médio prazo. Segundo ele, se houver demissões, ocorrerão no “alto escalão”, se necessário.

Com o negócio, a participação das vendas de eletrodomésticos na rede saltará de 10% para 26%. A rede há alguns anos fechou lojas que operavam com a bandeira Extra Eletro, dedicada exclusivamente à venda de eletrodomésticos. Segundo Diniz, as unidades não eram lucrativas.

“É muito importante dominar o não-alimentos e, no caso, o setor de eletroeletrônicos. Não somos uma companhia só de alimentação”, disse Diniz, que preside o Conselho de Administração do Pão de Açúcar, a analistas e jornalistas. Diniz também disse que o grupo está atento para outras oportunidades de aquisição, caso apareçam.

A rede Ponto Frio foi posta a venda oficialmente em março deste ano. Na disputa pela rede, que é a segunda maior rede varejista do Brasil, atrás apenas das Casas Bahia, estavam as Lojas Americanas, Lojas do Baú Crediário (Grupo Silvio Santos), Insinuante, Wal-Mart e Pão de Açúcar. Há dez anos, os controladores já tentaram vender a rede, porém sem sucesso.

O Ponto Frio tem 455 lojas em 10 Estados do país, com faturamento bruto anual de 4,8 bilhões de reais. Assim, o Pão de Açúcar, que havia perdido em 2007 a liderança do varejo nacional para a rede francesa Carrefour, passará a ter 1.200 lojas em 17 Estados e no Distrito Federal, com faturamento da ordem de 26 bilhões de reais.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s