Repórter do CQC é agredido por segurança de Sarney

politica

Danilo Gentili foi agredido enquanto tentava entrevistar presidente do Senado

Com informações do Congresso em Foco
Luan Borges

Danilo Gentilli é derrubado por capanga de Sarney

Danilo Gentilli é derrubado por capanga de Sarney. Foto: Agência Estado

O humorista e repórter do programa “CQC – Custe o Que Custar”, da TV Bandeirantes, Danilo Gentili, foi agredido enquanto tentava entrevistar o presidente do Senado e ex-presidente, José Sarney, acusado de empregar parentes através de atos secretos.

A confusão aconteceu durante a saída de Sarney da sessão plenária desta quarta-feira (1º), que foi encerrada mais cedo por causa da morte do deputado Dr. Pinotti (DEM-SP)

No caminho até a saída principal do Senado, o senador foi escoltado por seis seguranças, que evitaram que jornalistas e fotógrafos chegassem próximo a Sarney. Foi quando um deles agarrou Danilo o agarrou por trás e, com violência, jogou-o no chão.

“Eles me chutaram e me empurraram, e eu não fiz nada. Só perguntei”, afirmou Danilo. Quando perguntado se iria tomar alguma providência legal, Danilo respondeu, sem perder o bom humor: “Fazer piada. Acho legal fazer piada.”

Flamengo anuncia novos uniformes

esporte

Clube carioca anuncia novos uniformes e novo fornecedor

Luan Borges
Com informações do GloboEsporte.Com

Adriano divulga novo uniforme em desfile

Adriano divulga novo uniforme em desfile. Foto: GloboEsporte.Com

O Flamengo anunciou na tarde desta quarta-feira o seu novo uniforme, que passará a ser fornecido pela Olympikus pelos próximos seis anos. Além de fornecer o material, a Olympikus também será a patrocinadora do clube. A empresa, que substituiu a Nike, pagará cerca de R$21 milhões, entre material e dinheiro, por temporada.

O uniforme principal (foto) tem listras rubro-negras, com detalhe vermelho na gola. O uniforme reserva, o branco, leva duas listras horizontais em vermelho e preto no meio da camisa, semelhante ao que era usado nos anos 90.

Também foram apresentadas a linha de produtos para os torcedores: bonés, camisas, cachecois, entre outros, totalizando mais de 45 produtos, todos com a marca Olympikus.

O acordo com a empresa, que estava fechado desde o fim do primeiro semestre de 2008, não foi oficializado por um erro da equipe de marketing do Flamengo.

Alegando descumprimento das cláusulas contratuais, o clube rompeu 0 acordo e passou a usar interrogações no lugar da marca do fornecedor. Pouco tempo depois, a Justiça obrigou que a Nike voltasse a fornecer uniformes pra equipe até o fim do contrato, que aconteceu no dia 30 de Junho deste ano.