Rede Brasil é acusada de pirataria

midia

Estúdios de Hollywood afirmam que conteúdo da emissora é pirateado

Por Luan Borges

A APCM (Associação Antipirataria de Cinema e Música) está acusando a Rede Brasil de Televisão de exibir filmes, séries e desenhos sem autorização.

O canal, que é transmitido em UHF para diversas cidades brasileiras, inclusive São Paulo, transmite séries como “Arquivo X”, “Lois & Clark” e a novela mexicana “Rebelde”. Além das séries, o canal tem em seu casting Celso Russomano (que também está na CNT) e Ney Gonçalves Dias.

Segundo a coluna “Outro Canal”, do jornalista Flávio Ricco, a Fox pediu para a APCM notificar a emissora, o que ocorreu na última semana. Além da APCM, a MPA, associação que representa os maiores estúdios de Hollywood no Brasil, também pediu explicações à rede pelas séries exbidas.

Em entrevista a Folha de S. Paulo, Marcos Tolentino, presidente da Rede Brasil, disse que a emissora não pirateia séries e filmes, mas sim que as compra de empresas que representam os estúdios no Brasil. Entre elas está a E+ Entretenimento, que adquiriu os direitos de uma empresa sediada nas Ilhas Jersey, conhecido praíso fiscal. A E+ Entretenimento informou que nunca teve problemas com direitos autorais.

Recentemente, a Televisa notificou a Rede Brasil pela exibição da novela “Rebelde”, dizendo que as únicas emissoras que tem direito de exibir suas produções no Brasil é a Rede Record e a CNT.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s