A Mídia contra a Universal

universal

Os maiores veículos da mídia se opõem a Igreja Universal, que está sozinha

Por Luan Borges

Globo acusa Record (foto: BBB Lua)

Globo acusa Record (foto: BBB Lua)

Nessa semana a mídia bombardeou a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo, depois do Ministério Público de São Paulo ter feito acusações de desvio de verba e lavagem de dinheiro. As denúncias, que foram acolhidas pela 9ª Vara Criminal de São Paulo, logo estamparam as capas dos dois maiores jornais do país: O Globo e a Folha de São Paulo. As denúncias só confirmavam o que todos nós já sabíamos: o dinheiro doado por fiéis à Igreja Universal do Reino de Deus são utilizados pela Rede Record de Televisão e outras empresas de Edir Macedo.

De ontem pra hoje a notícia tomou o mundo. A notícia de fraude da Universal estamparam os sites dos maiores jornais do mundo, como o New York Times (EUA), El Clarín (Argentina), Diário de Notícias (Portugal) e até do Japão. A Igreja Universal tem unidades em todos esses países.

Como forma de se defender, a Igreja Universal reafirmou seu vínculo com a Rede Record e através do principal jornal da emissora, o Jornal da Record defendeu a Igreja Universal e na edição de hoje, quarta-feira, atacou a Rede Globo usando casos antigos, como o acordo com o Grupo Time-Life, a eleição de Collor e o escândalo da Proconsult.

Edson Celulari viveu Mariel Batista que retratava Edir Macedo

Edson Celulari viveu Mariel Batista que retratava Edir Macedo em 1995 (Foto: Teledramaturgia)

A guerra entre Globo e Record não é novidade. O último ‘roud’ expressivo dessa batalha foi por volta de 1995, quando a Rede Globo exibiu imagens de Edir Macedo ensinando aos pastores como extorquir dinheiro dos fiéis, quando o bispo disse a famosa frase “ou dá ou desce” e “Dez Mil, traz aqui!”, se referindo ao Cajado de Moisés. Nessa época, a Globo chegou a produzir uma minissérie, chamada “Decadência”, retratando Edir Macedo e a Igreja Universal.

Da primeira vez, a Igreja Universal teve o apoio de outras igrejas protestantes, como a Assembléia de Deus, de Silas Malafaia, porque a Universal alegava ‘perseguição religiosa. Agora, todas as igrejas estão contra a Igreja Universal. As igrejas afirmam que não concordam com a forma que a Universal pede doações dos fiéis.

Os maiores jornais estão se posicionando contra a Igreja Universal e a Rede Record. O jornal Estado de São Paulo publicou hoje novas denúncias contra a igreja. A revista Veja traz estampado em seu site notícias sobre as acusações e indica no acervo digital da revista matérias antigas sobre fraudes da Igreja Universal. Não há dúvidas que na edição de domingo o caso esteja estampado na revista, inclusive com novas denúncias.

Diploma de dizimista assinado por "Sr. Jesus Cristo"

Diploma de dizimista assinado por "Sr. Jesus Cristo" (Foto: @derekshep)

O SBT discretamente, também tomou partido contra a Record/Universal. Por dois dias, os telejornais da emissora destacaram o caso. Na edição de hoje, a emissora entrevistou dois ex-fiéis que afirmaram que foram extorquidos e perseguidos por fiéis da igreja. A emissora também falou do caso do Diploma de Dizimista assinado pelo “Sr. Jesus Cristo”. O jornal ainda entrevistou um ex-obreiro da Igreja, que disse que se desligou depois que participou da chamada “Fogueira Santa de Israel”, quando um pastor pediu para ir no mercado comprar um óleo qualquer para dizer que era o “Santo Óleo de Israel”.

A Universal está sozinha e atacada por todos os lados. Com a Record sendo ameaçada em audiência pelo SBT, a única atração que sustenta a vice-liderança da emissora é A Fazenda, que está próxima do fim, usada e abusada em toda a programação. A Igreja Universal está combalida, e sua estrutura interna já está abalada: com disputas internas e com a saúde de Edir Macedo supostamente fragilizada.

Salário de Gugu é pago com dízimo da Universal

Salário de Gugu é pago com dízimo da Universal (Foto: Arquivo)

Será que dessa vez a Igreja Universal escapa impune e ilesa dessas acusações? O esquema está a mostra, só não ver quem quer, ou quem tem os olhos tapados. Todos nós sabemos que o Império Record foi montado com o dinheiro dos fiéis da Universal do mundo inteiro. Contratos milionários, como o de Gugu Liberato, que recebe R$3 milhões por mês são mantidos pelo dinheiro extorquido dos fiéis. É fato que a Record tem um poder financeiro absurdo graças à Universal que, por pura incompetência, não têm mais refletido na audiência. A Record diz que ameaça a liderança da Globo, o que de fato não é verdade. Os números do Ibope comprovam que na média-dia em São Paulo a Rede Globo lidera na audiência com 20 pontos, enquanto a Record chega a, no máximo 7 e o SBT 6 pontos.

É bom deixar claro que a nossa intenção não é defender a Rede Globo, mas sim mostrar os fatos, que as acusações da Rede Globo não é por causa de audiência como a Record afirma, mas sim porque a Record usa meios sujos para se manter e disputar a audiência na TV. É claro que a Globo não é santa, longe disso, a Globo leva vantagens sim nessas denúncias, mas isso não diminui e nem ameniza a culpa da Record e da Universal no caso.

Vamos acompanhar os próximos capítulos da guerra Folha/Estadão/Globo/SBT x Record/Universal. Os mais poderosos irão ganhar. Quem tem mais poder?

Um comentário sobre “A Mídia contra a Universal

  1. Sou ex-pastor da I.U.R.D por 19 anos parte no Brasil e 9 anos aqui nos Estados Unidos, lutei digo hoje, totalmente em vão pelos últimos 10 anos que permaneci ali, crendo inutilmente que a igreja poderia mudar e que voltaria a ser uma igreja de verdade, preocupada com a carência das pessoas como era nos primeiros anos de existência da mesma. Pois na realidade é que a igreja desde 1987 quando Macedo regressou dos Estados Unidos com a versão neopentecostal totalmente preparada para enfocar as supostas super promessas de riquezas e prosperidade rápida. Na verdade o que eu conclui em todos estes anos analisando internamente a igreja é que tudo virou um negocio bem montado protegido por exercito de políticos eleitos por votos influenciados dos membros da igreja, com um único objetivo de arrecadar dinheiro para enriquecer e aumentar o império financeiras das empresas ligadas à igreja. Império formado por:
    Empresas de tele-comunicações (inúmeras rádios, a rede Record, jornais) holding financeira, um banco, agencia de viagens, construtora, agencia de transporte aeroviário (jatos e helicópteros) um partido político financiado totalmente pela igreja e em época de eleições dependendo do dois ou mais outros partidos alugados, ou seja, comprados para lançar os candidatos da igreja sem nenhum tipo de resistência; garantindo legenda aos candidatos de I.U.R.D.
    Tenho aqui alguns tópicos do que conclui neste breve dossiê do ‘negocio’ da I.U.R.D:

    1- Em 1989 depois que Macedo havia permanecido desde 1986 nos Estados Unidos, dizendo a todos da igreja estar em uma missão de expandir a igreja na América, mas na verdade ele esteve todo este tempo desfrutando de uma vida de rei, viajando por todo o pais conhecendo os lugares. E quando eu vim para cá através do Renato Suhett que agora cheio de hipocrisia voltou a beijar os pés do Macedo. Na época ele Renato me relatou que Macedo permaneceu praticamente todo o tempo estudando todas as técnicas dos chamados grandes mestres do neo-pentecostalismos como Mike Murdock, Keneth Coperland, Jimmy Swegart entre outros. Ele Macedo aprimorou todos os métodos de usar versículos da bíblia par fazer as pessoas necessitadas a desejarem a riqueza material. E principalmente traçando planos que continuam sendo utilizados ate hoje, plano de campanhas, votos e sacrifícios que proporcionam a igreja arrecadar em tempo recorde, quantidades milionárias para serem então repassados e aplicados nas empresas, investimentos financeiros e na política.
    2- Desde a sua fundação o Macedo nunca permitiu que os membros, obreiros e ate mesmo os pastores da I.U.R.D tivessem acesso ou participação ativa nas decisões ou no controle da contabilidade da mesma. Como em toda instituição religiosa as igreja devem ter um conselho eleito por membros da própria igreja. Estes conselheiros deveriam em reuniões de conselho com ata escrita e registrada ate em cartório. Dentro do conselho também deveria ser eleito um conselho fiscal que deveria se encarregar de analisar e aprovar as contas e o balanço financeiro anual. Digo isto porque hoje eu faço parte do conselho da minha atual igreja Assembly of God americana e então estou tendo a idéia de como deve ser um ministério evangélico serio, limpo e transparente que não nada que esconder. Já na I.U.R.D ao contrario, por exemplo, sempre existiu um ‘SUPOSTO’conselho ‘FANTASMA’ formado por: pastores e esposas dos mesmos, membros mais chegados a Macedo. Ele mesmo Macedo decidi o que vai entrar na ata, somente para constar e manda o livro de ata para que os supostos conselheiros assinem a uma reunião que nunca estiveram presentes. Eu sou testemunha porque estive como pastor da antiga sede na Abolição e no Brás e por varias vezes fui encarregado de recolher as assinaturas dos supostos conselheiros. Eu vi pessoas que emprestarão os nomes para o conselho sem nunca haver participado de nenhuma reunião. Inclusive esta pratica continuou ate esta data, pois estes laranjas passaram a ter seus nomes em rádios, emissoras de tv e outras empresas da igreja, sempre da mesma forma assinado somente. Quando um conselho funciona de verdade uma prova da honestidade da instituição se revela através de prestação de contas aos membros da igreja; através de editais públicos veiculados em boletins mensais ou semestrais. Como se vê aqui nas principais igrejas diante da congregação como é um procedimento comum em qualquer instituição seria. Macedo sempre se opôs e dizia que nunca permitiria que nem os pastores tivessem conhecimento destes detalhes, porque alegava que se o ‘povo’ tivessem acesso a todos os atos da igreja poderia ocasionar em uma perda de mando e controle da instituição. Eu creio que se a igreja em geral tivesse acesso a todos os atos, do destino dos valores, as formas de negociatas e envolvimentos escusos que ele Macedo permite serem efetuados para aumentar o conglomerado financeiro; certamente que haveria uma mudança de pensamento nos membros da igreja e com isto provas incondicionais das irregularidades cometidas por Macedo e companhia.
    Como das outras vezes desde que o próprio Macedo alugou um vou fretado para trazer dinheiro doado por narcotraficante Colombiano, as irregularidades nos pagamentos e documentação na compra de Record, outras emissoras e empresas do grupo; e desde mais ou menos 15 anos para cá, a criação do holding aqui no Brasil e no paraíso fiscal do caribe com a única finalidade de fazer remessas de dinheiro e regressá-los em forma de empréstimo, tendo assim um dinheiro livre para aplicar nas negociatas. Ou seja, o Macedo nunca prestou contas ao povo, dando explicações de tudo isto, e agora com sempre usa a Record para contra atacar a Globo e assim fazer passar o tempo sem dar explicações devidas de todo este esquema, Por que? Se ele tivesse o caráter, a honra, a consideração com o povo que doa tudo para isto, assumiria responsabilidades de declarar todos os atos; mas ele não pode, pois se tivesse que fazê-lo teria que ‘MENTIR’, porque ele guiado pelo seu malfadado orgulho jamais admitiria seus erros. Para ele vale mais continuar contra atacando todo mundo deixando o tempo passar e depois continuar usando os mesmo métodos, afinal de contas tem dado certo ate agora, por que para, não é? Ele consentiu o uso de bebidas alcoólicas e filmes pornográficos, cassinos e outras coisas mais pelos bispos e pastores, então você não pode se surpreender de mais nada de parte dele.

    Um dia na antiga sede da Abolição Macedo pregando disse que “a Universal era uma ditadura e que ele era o ditador, não existiria nem lei nem ninguém que seria capaz de controlá-lo” e foi assim desde então, ele faz o que quer, quando ele que e da maneira que ele quer. Para isto eu vou usar uma expressão que ele Macedo costuma usar o tempo todo com os lideres da igreja quando se preparavam para tomar alguma ação financeira para as empresas do grupo ligado a I.U.R.D. dizia: “Não se preocupem com nada para isto temos dinheiro suficiente para comprar qualquer resultado a nosso favor e para comprar a quem quer que seja; ademais temos políticos eleitos pela igreja para mover os pauzinhos na câmara, no governo ao nosso favor e temos a Record e às rádios são as armas mais importantes que sempre usaremos quando necessário para contra atacar a todos aqueles que se levantarem contra a gente” Eu tenho a base de 20 anos vividos bem infiltrado nesse meio, pois cumpri posições na administração da igreja e 2 vezes em cargos de direção da Tv Record a produções da I.U.R.D. Eu entendo a não conformação dos membros da igreja, que se sentem ofendidos e não acreditam em tudo o que ouvem, mais como disse antes, eles não sabem o que na verdade acontece nas salas secretas. De reuniões da cúpula.
    Quem sabe agora ele Macedo assume seus erros e encara a verdade, a justiça formal vai sempre tentar trazer os fatos à luz da verdade. Mas se eles escaparem da justiça comprando decisões jurídicas com favores e preços; ou através de acordos políticos ou usando a Record para intimidar os contrários. Certamente nossa esperança e que um dia eles compareceram diante de um trono branco e haverão de dar contas de todos seus atos, mas lá não haverá Record, milhões em dinheiro ou partido político para defendê-los.
    Pastor Eduardo Alves

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s