Globo, Record e Band dividirão Olimpíada de 2016

midia

Na briga entre Globo e Record, as duas levaram

Por Luan Borges

A guerra entre a Rede Globo e a Rede Record pelos Jogos Olímpicos de 2016 acabou empatada: as duas emissoras levaram os direitos de transmissão do evento, que ainda não tem a sede definida. Além das duas emissoras, a Bandeirantes também transmitirá o evento através de uma parceria com a Globo.

A guerra pelos direitos de transmissão se deu devido a Record ter a exclusividade na transmissão dos Jogos Olímpicos de 2012, que ocorrerão em Londres, e pelas grandes chances do Rio de Janeiro sediar o evento. Além do Rio, as cidades concorrentes são Tóquio, Madri e Chigado.

A proposta da Globo surpreendeu o Comitê Olímpico Internacional (COI) pelo fato de não ser oferecido apenas dinheiro, mas também por permitir que o evento seja negociado e transmitido por outras emissoras, enquanto a proposta da Record previa transmissão exclusiva e garantia da transmissão de todos os jogos.

A exemplo dos Jogos Panamerianos Rio 2007, a divisão dos direitos de transmissão mostra que a campanha da cidade para sediar o evento de 2016 pode ser bem-sucedida.

Xuxa processa Twitter

brasil

Rainha dos baixinhos ainda diz que vai acabar com ‘essa coisa nojenta

Por Luan Borges
Siga-nos no Twitter

Xuxa quer bloquear Twitter no Brasil

Xuxa quer bloquear Twitter no Brasil

A apresentadora Xuxa Meneghel, a “rainha dos baixinhos”, entrou hoje (26) com um processo contra o Twitter. O motivo, segundo a apresentadora, é por difamação, ofensa moral e ameaça verbal contra ela e sua filha, Sasha Meneghel.

Em nota oficial enviada pela assessoria de Xuxa, o alvo da ação é “retirar todo o conteúdo ofensivo e difamatório contra Xuxa e Sasha e o congelamento do serviço no Brasil até então”. Em outras palavras, Xuxa quer que qualquer ofensa a ela seja excluída e que o Twitter seja censurado no Brasil.

Xuxa criou seu perfil oficial na rede no dia 3 de agosto e até então vinha publicando mensagens a respeito do seu cotidiano, com erros de português e escrito em “CAIXA ALTA”. Toda vez que um usuário do serviço alertava-a sobre os erros, se desculpava, mas comentendo novas gafes.

A situação se agravou quando a filha de Sasha usou o perfil de Xuxa e publicou uma mensagem dizendo que faria uma “sena” (sic) com uma cobra. A partir daí, vários internautas enviaram mensagens ridicularizando a escrita da menina-jovem estrela. Xuxa então respondeu as mensagens dizendo que Sasha foi alfabetizada em inglês e que a filha dela não merecia “ouvir certas m..”. Logo após, Xuxa se desligou do Twitter dizendo que os internautas não “merecem falar comigo e com meu anjo”.

Em declaração à equipe da Globo News, Xuxa foi enfática: “Não permitirei que mexam com a honra de minha filha. Ou essa coisa nojenta, esse Twitter acaba, ou meus advogados vão proibir essa barbaridade.”

César Dutra Maia, advogado principal da causa contra o Twitter, diz: “Iremos até o final para punir os responsáveis pela afronta e difamação, mesmo que isso signifique punir individualmente os criminosos através do rastreamento de seus usuários.”

Afinal, me digam, o que é mais fácil: a Xuxa acabar com o Twitter ou o Twitter acabar com a Xuxa?