Morre o ator Patrick Swayze

mundo

Ator de ‘Ghost’ e ‘Dirty Dance’ morre aos 57 anos vítima de câncer

Por Luan Borges
Com informações da Associated Press

Patrick Swayze em março de 2006 (Foto: Reuters)

Patrick Swayze em março de 2006 (Foto: Reuters)

Morreu nesta segunda-feira, aos 57 anos, o ator Patrick Swayze, estrela dos filmes “Ghost – Do outro lado da vida” e “Dirty Dance”, depois de dois anos lutando contra um câncer no pâncreas. Swayze morreu ao lado de sua família, segundo sua assessora de imprensa.

O ator falou publicamente sobre sua doença no início do ano, mas continuou trabalhando durante o tratamento contra a doença.

Patrick Swayze ficou conhecido em 1987, quando estrelou o musical “Dirty Dance” no cinema. Em 1990, seu segundo sucesso: “Ghost – Do outro lado da vida”. No filme, Swayze contracenava com Demi Moore e Woopi Goldberg. Na história, o noivo morto (Swayze) tentava se comunicar com sua noiva (Demi) através de uma médium (Woopi).

Tabloide inglês mostra Swayze durante o tratamento (Foto: Reprodução)

Tabloide inglês mostra Swayze durante o tratamento (Foto: Reprodução)

O ator e dançarino nascido no Texas, que já trabalhou para o cinema e a televisão, disse que num primeiro momento pensou estar sofrendo de indigestão crônica. Quando os sintomas pioraram, ele procurou seu médico. Foi feita uma biópsia, e o diagnóstico foi câncer.

“A quimioterapia é um inferno na terra, não importa como você a represente”, disse o ator na época, em entrevista ao jornal “The New York Times”. “Como você faz para promover uma atitude positiva quando todas as estatísticas dizem que já é um homem morto? Você vai trabalhar”.

Ele foi internado em janeiro de 2009 em Los Angeles com uma pneumonia. “Eu diria que cinco anos seriam algo bem desejável. Dois anos parecem prováveis se você acredita nas estatísticas. Eu quero durar até que se descubra uma cura”, disse em entrevista para a rede de TV ABC pouco antes da nova internação.

O ator chegou a dizer que ele e sua mulher estavam trabalhando em um livro de memórias.

Modelo que espancou cachorro tem seu teste cancelado

brasil

Modelo ainda se diz a favor da briga de cachorros e publica vídeo de briga

Por Luan Borges

O modelo Yuri Mesquita, que espancou um cachorro e se gabou no Twitter, disse em seu microblog que o teste que faria para a novela “Malhação”, da Rede Globo, foi cancelado devido o escândalo do caso, publicado no último sábado no blog Direto ao Ponto.

O caso, que desencadeou uma campanha para que seja aprovada uma lei que puna quem violenta animais, fez com que o modelo publicasse mais fotos e vídeos de violência contra animais com a mensagem: “Eu não vejo nada de mais nisso”. Segundo o modelo, o cachorro dele, da raça pitbull (grande-porte), já matou outro cachorro da raça cocker spainel, de médio-porte.

Além das novas mensagens, o modelo ainda se explicou sobre o caso, em tom de ironia: “Eu pedi ‘pega’, eles começaram a brincar. Quando vi já tinha acontecido. Pesames (sic)”. O modelo também reclamou das mensagens que vem recebendo: “Estou recebendo inumeros (sic) chingamentos (sic), eu filmar um cachorro matando outro é diferente do que postasse eu matando igual aquela foto”.

O modelo também faz uma revelação: “Já matei 3, mataria 10”.

O movimento para que o Congresso Nacional apoie uma lei que puna com prisão quem violenta animais continua ativo. No blog do advogado criminalista Paulo Cremonesi, há um texto para que você envie para o deputado federal em quem você votou, clicando neste link. O blog “Cleide com L” também está apoiando a causa a favor dos direitos dos animais.

Cremonesi estará hoje, às 21h, estará na AllTV falando sobre o caso.