TodAsCores: Muito além do rosa

O blog ‘TodAsCores’ nasce com a proposta de dar voz a todos

Por Luan Borges
Ponto Notícia

Blogs gays existem aos montes, alguns muito famosos, mas blogs plurais são poucos. Foi pensando nisso que Erika Bueno e Luan Borges decidiram criar um novo blog: o “TodAsCores” (http://www.todascores.com), onde o objetivo é integrar pessoas, independente da orientação sexual.

Gays, lésbicas, bissexuais, transsexuais, travestis, heterossexuais, todos terão um espaço no TodAsCores. “Existem blogs com equipe exclusivamente hétero e exclusivamente gay. Isso é preconceito, apartheid”, diz Erika Bueno.

A ideia é levar todos os tipos de opinião para todos os tipos de público, sem preconceito. “Esse é o nosso diferencial. Falamos para os gays, para os héteros, para os pais, sem nenhuma censura. É por isso que lutamos, pela união”, declara Luan Borges.

Além de Erika e Luan, outros colunistas também escreverão para o blog, como a jornalista Priscila Souza.

O TodAsCores também está no Twitter, pelo perfil @TodAsCores.

TV e futebol: as semelhanças entre as torcidas

midia

As torcidas entre TV e futebol são bastantes semelhantes

Por Luan Borges

Ver briga de SBTistas e Recordistas por audiência é tão engraçado. Parece até conversa de bar entre flamenguista e vascaíno. Enquanto no futebol são usados jargões como “impedimento”, “juiz ladrão”, “falta”, “tira-teima”, na TV é “consolidado”, “Montenegro ladrão”, “prévia”, “realtime”. Mas o fanatismo e a inutilidade são as mesmas. No futebol, quem lucra são só os cartolas e jogadores de futebol, já na TV, somente os donos das emissoras e apresentadores.

A semelhança entre as torcidas de futebol com as torcidas de TV são tantas que já existe a mesa redonda oficial do ‘televisionismo’ brasileiro: A Roda da Fofoca da Sônia Abrão, com direito a gritaria e excesso de merchans característico de Milton Neves, seu equivalente no campo futebolístico.

Enquanto no futebol as torcidas vibram nas arquibancadas, na televisão, a torcidas acontece na internet: fórum, Orkut, comentários de blog, Twitter… Qualquer lugar é lugar de vibrar e torcer pela emissora favorita.

Assim como no futebol, as chacotas entre torcidas adversárias acontecem a pleno vapor. Apelidos como SBTraço, Recópia, Globosta, são comuns, assim como Bambi, Flamerda, Vaiscaíndo.

Santo André, Bangu, XV de Piracicaba se equivalem a Band, RedeTV!, Gazeta: pequenos mas tem seu público cativo. E assim como no futebol, a troca de estrelas são constantes na TV. Recentemente vimos a rixa entre o Sport Club Silvio Santos e o Clube de Regatas Universal. Eram feitos contratos milionários com a promessa de que assim conseguiriam liderar o campeonato, ou, pelo menos, vice-liderar. No ataque, foi feito um troca-troca. A Record levou Gugu Liberato e sua equipe. Em contra-partida, Silvio Santos reforçou o ataque, meio de campo, defesa e até a comissão técnica, tudo do time adversário. E, é claro, as torcidas vibraram com as contratações.

E, assim como no futebol existem os saudosos torcedores de times já extintos, como o Bauru, existem os torcedores das emissoras já extintas, como os saudosos Manchetistas, que se reúnem para ver no Youtube aberturas de novelas como Pantanal, Dona Beija, Ana Raio e Zé Trovão, Kananga do Japão e tantas outras produções da Manchete e se lamentar pelos anos dourados que se findaram.

Enfim, poderia escrever mais quinhentas linhas enumerando as semelhanças entre torcedores de futebol e torcedores de TV, mas seria inútil. Tão inútil quanto comemorar a audiência do último episódio de “Sobrenatural” no SBT ou o placar do jogo do Flamengo no último domingo. Mas antes de encerrar, confesso: sou um torcedor fanático: tanto no futebol, com o meu Flamengo, quanto na TV, com o meu SBT. Tanto nos estádios de futebol quanto nos controles da televisão, deveria ter um selo com o aviso: “Torcida: aprecie com moderação.”

Modelo que espancou cachorro tem seu teste cancelado

brasil

Modelo ainda se diz a favor da briga de cachorros e publica vídeo de briga

Por Luan Borges

O modelo Yuri Mesquita, que espancou um cachorro e se gabou no Twitter, disse em seu microblog que o teste que faria para a novela “Malhação”, da Rede Globo, foi cancelado devido o escândalo do caso, publicado no último sábado no blog Direto ao Ponto.

O caso, que desencadeou uma campanha para que seja aprovada uma lei que puna quem violenta animais, fez com que o modelo publicasse mais fotos e vídeos de violência contra animais com a mensagem: “Eu não vejo nada de mais nisso”. Segundo o modelo, o cachorro dele, da raça pitbull (grande-porte), já matou outro cachorro da raça cocker spainel, de médio-porte.

Além das novas mensagens, o modelo ainda se explicou sobre o caso, em tom de ironia: “Eu pedi ‘pega’, eles começaram a brincar. Quando vi já tinha acontecido. Pesames (sic)”. O modelo também reclamou das mensagens que vem recebendo: “Estou recebendo inumeros (sic) chingamentos (sic), eu filmar um cachorro matando outro é diferente do que postasse eu matando igual aquela foto”.

O modelo também faz uma revelação: “Já matei 3, mataria 10”.

O movimento para que o Congresso Nacional apoie uma lei que puna com prisão quem violenta animais continua ativo. No blog do advogado criminalista Paulo Cremonesi, há um texto para que você envie para o deputado federal em quem você votou, clicando neste link. O blog “Cleide com L” também está apoiando a causa a favor dos direitos dos animais.

Cremonesi estará hoje, às 21h, estará na AllTV falando sobre o caso.

Modelo espanca cachorro e se gaba no Twitter

brasil

Modelo Yuri Mesquita publica foto de cachorro espancado e diz ter feito igual

Por Luan Borges

calhorda

Espancou cachorro e se gabou

O modelo Yuri Mesquita Jr, 19 anos, publicou em seu Twitter a foto de um cachorro espancado e afirmou “ter feito igualzinho”. O modelo, que diz fazer testes para a novela infanto-juvenil “Malhação”, excluiu a postagem após receber inúmeras mensagens de repúdio. Desde o dia 3 de setembro ele não publica uma nova mensagem em seu microblog.

Um movimento em defesa dos direitos dos animais iniciou uma campanha para que o senado aprove uma lei que pune quem mata e comete crueldades contra os animais. No blog do advogado criminalista Paulo Cremonesi, há um texto para que você envie para o deputado federal em quem você votou, clicando neste link. O texto segue abaixo:

“Excelentíssimo Senhor Deputado,

Depositei nas urnas, nas últimas eleições, minha confiança em Vossa Excelência por meio do voto. Com o mandato advindo deste voto e de tantos outros, Vossa Excelência é nosso legítimo representante, razão porque peço especial atenção para a proposta de Projeto de Lei que ora encaminho, cujo teor visa a defesa dos animais e punição mais severa para aqueles que, de forma covarde, insistem em levar sofrimento a seres sem defesa, sem condições de reivindicar direitos, SEM VOTO, cujos únicos “REPRESENTANTES” somos nós, que repudiamos a covardia e que amamos animais.

Quero ressaltar que o texto que encaminho foi elaborado por um Advogado e professor de Direito que também já exerceu a função de Procurador da Assembléia Legislativa de São Paulo, cargo cuja atribuição, dentre outras, é o de emitir pareceres sobre LEGALIDADE, FORMA, CONSTITUCIONALIDADE e outros aspectos relativos justamente a projetos de lei.

Portanto, Senhor Deputado, garanto que Vossa Excelência não vai encontrar nenhuma dificuldade e muito menos terá obstáculos nas comissões de Constituição e Justiça e no plenário para que o texto que pretendo tornar Lei, siga de maneira fluente e ordenada para plenário e votação.

Prometo, Senhor Deputado, me empenhar ao máximo quando o projeto for levado a Presidência da Câmara para inclusão em pauta de votação, no sentido de manifestar este mesmo apoio para a inclsão mais rápida possível.

Estou fazendo meu papel de cidadão(ã) e sei que comigo milhares de brasileiros estarão empenhados com o mesmo objetivo. Por isso confio em Vossa Excelência da mesma forma que confiei quando lhe dediquei meu voto nas últimas eleições.

Atenciosamente
( assinar o nome e um email para contato)”

O projeto de lei elaborado segue abaixo, e deve ser enviado junto com o e-mail ao seu deputado. No e-mail deve conter “EU APOIO! http://paulocremonesiblog.blogspot.com/2009/09/em-defesa-dos-animais.html

PROJETO DE LEIAltera o Artigo 32 da Lei Federal nº. 9.605/98 – Lei de Crimes Ambientais, nos termos do inciso XLIII do art. 5o da Constituição Federal.:

Art 1º Esta Lei altera o Artigo 32 da Lei Federal nº. 9.605/98 – Lei de Crimes Ambientais.

Artigo 2º – Artigo 32 da Lei Federal nº. 9.605/98 – Lei de Crimes Ambientais passa a vigorar com as seguintes alterações:

Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:

Pena – reclusão de dois a cinco anos e multa

§ 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

Inciso I – Para efeitos desta lei, são considerados abusos e maus tratos contra animais:

a) abandonar ou deixar de prestar os cuidados necessários, expondo animal sob sua guarda, posse, propriedade ou cuja responsabilidade esteja exercendo ou deixar de prover os meios necessários a sua subsistência.

b) manter animal preso, sem comida, ou deixar de providenciar encaminhamento a entidade idônea ou ainda evitar seu dono ou responsável tenha conhecimento da situação de aprisonamento.

c) deixar, abandonar, largar animal em lugar impróprio, sem higiene ou que o submeta a perigo, dor ou sofrimento

d) envenenar animal por qualquer meio

e) agredir, produzir contato físico apto a provocar lesão, utilizar-se de qualquer meio ou instrumento apto a machucar, causar dor ou sofrimento em animal.

f) mutilar animal, utilizando-se de qualquer meio.

g) utilizar animal em shows, apresentações ou trabalho que possa lhe causando-lhe lesão,pânico ou sofrimento;

h) deixar de providenciar socorro a animal lesionado, doente ou com visível pânico ou sofrimento que esteja sob sua guarda, posse ou responsabilidade.

i) Incitar, divulgar, incentivar qialquer das condutas previstas nesta lei ou criar, manter, participar de qualquer associação, grupo, união de pessoas cuja finalidade seja a prática, incentivo, divulgação, troca de experiências ou métodos destinados ou relacionados a qualquer das condutas previstas nesta lei

j) obter, para si ou para outrem, qualquer vantagem, subtraindo, seqüestrando ou apropriando-se de animal de propriedade, posse ou responsabilidade de terceiros.

k) exigir ou receber de quem tem posse, propriedade ou responsabilidade sobre animal, qualquer vantagem, utilizando de grave ameaça contra animal.

§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se, em qualquer caso, ocorre morte ou inutilização permanente de membro, sentido ou função do animal.

Artigo 3º – Os crimes previstos neste artigo são de ação pública incondicionada.

Artigo 4º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Psicóloca que ‘curava’ gays é condenada com censura

brasil

Decisão do Conselho Federal de Psicologia foi considerada ‘tímida’

Por Luan Borges
Do Tolloka.Com

Rozângela Justino, disfarçada, pronta pra fazer o Moonwalk

Rozângela Justino, disfarçada, pronta pra fazer o Moonwalk

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) decidiu, nesta sexta-feira (31), aplicar uma censura pública à carioca Rozângela Alves Justino, psicóloga que oferecia terapia para curar a homossexualidade. Ela já havia sido condenada à censura pública no Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro em 2007. Uma Resolução do CFP de 1999 proíbe os psicólogos de tratar a homossexualidade como doença, distúrbio ou perversão e de oferecer qualquer tipo de tratamento. A terapeuta estava sujeita à suspensão do exercício profissional por 30 dias ou, até mesmo, à cassação do registro. Entretanto, os conselheiros decidiram, por unanimidade, que a censura pública era a medida mais adequada no caso.

O Superintendente de Direitos Individuais Coletivos e Difusos da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Nascimento, considera um avanço o posicionamento, porém tímido frente à postura claramente conflitante com as diretrizes da psicologia e dos direitos humanos. O posicionamento da psicóloga vem contribuindo para o fortalecimento do estigma e da homofobia na sociedade brasileira.

Informação de Márcia Vilella e Diego Cotta (Target Assessoria de Comunicação/Não Homofobia).

Casal gay ganha direito de adotar crianças

brasil

O caso, inédito no Mato Grosso, aconteceu na cidade de Juara

Por Luan Borges

Julio e Paulo ganharam a guarda das duas crianças (Foto: Midia News)

Julio e Paulo ganharam a guarda das duas crianças (Foto: Midia News)

Um casal homossexual de Joara, a 709 km de Cuiabá, no Mato Grosso, foi o primeiro casal gay do estado, por meio judicial, a adotar duas crianças. A decisão, considerada inédita no estado, foi proferida pelo juiz da Vara da Infância e da Juventude, Douglas Bernardes Romão, no último dia 13. A ação foi proposta pelo Ministério Público Federal.

O casal Júlio César de Castilhos e Paulo Edson Ciliato mantém uma relação estável há mais de cinco anos e, após visitarem a Casa da Passagem (abrigo) e conhecerem a situação das crianças A.F.M., 7, e R.F.M., 8, decidiram procurar a Justiça para que pudessem realizar a adoção.

No Brasil, poucos casais homossexuais conseguiram adotar crianças. Existem casos em Ribeirão Preto (SP) e Curitiba (PR).

É uma vitória para toda a comunidade GLBT brasileira. Num país onde várias crianças são abandonadas em abrigos e orfanatos, o melhor caminho para não crescerem no mundo das drogas e do crime, é ser adotada por uma família onde haja amor e carinho, independente de ser um casal hétero ou homossexual. Que o caso de Júlio e Paulo não seja apenas um caso isolado e muitos mais casais gays adotem crianças. Casais interessados não faltam.

TELEVISÃO: Senhora do Destino continua no ar

Globo consegue reverter decisão da Justiça e mantém reprise no ar
Por Luan Borges

Como esperado, a Rede Globo conseguiu reverter a decisão do Ministério da Justiça de mudar a classificação da reprise da novela “Senhora do Destino”, de Aguinaldo Silva, para 12 anos (Impróprio para antes das 20h).

Segundo o Ministério da Justiça, a trama estava imprópria para o horário da tarde, por conter violência e linguagem sexual. A Globo, que tinha cinco dias para acatar a decisão, entrou com recurso e venceu, portanto, Senhora do Destino permanece no ar.

A Classificação Indicativa já está virando instrumento de censura. Enquanto programas como “A Fazenda” recebe classificação 10 anos (exibição em qualquer horário), o infantil “Bom Dia & Cia” também recebe a mesma classificação. Logo, na visão do Ministério da Justiça, A Fazenda, que tem brigas pesadas e romances se iguala ao Bom Dia & Cia, que exibe desenhos e sorteia prêmios. Quais são os meios utilizados pelos ‘censores’ para classificar os produtos? Linguagem, horário ou poder de influência da emissora avaliada?

Em breve, no horário da tarde, poderão apenas ser exibidos filmes da Xuxa e desenhos do Discovery Kids. É lamentável a hipocrisia do Ministério da Justiça, que veta novela e Maisa, mas descuida da própria Justiça.