TV e futebol: as semelhanças entre as torcidas

midia

As torcidas entre TV e futebol são bastantes semelhantes

Por Luan Borges

Ver briga de SBTistas e Recordistas por audiência é tão engraçado. Parece até conversa de bar entre flamenguista e vascaíno. Enquanto no futebol são usados jargões como “impedimento”, “juiz ladrão”, “falta”, “tira-teima”, na TV é “consolidado”, “Montenegro ladrão”, “prévia”, “realtime”. Mas o fanatismo e a inutilidade são as mesmas. No futebol, quem lucra são só os cartolas e jogadores de futebol, já na TV, somente os donos das emissoras e apresentadores.

A semelhança entre as torcidas de futebol com as torcidas de TV são tantas que já existe a mesa redonda oficial do ‘televisionismo’ brasileiro: A Roda da Fofoca da Sônia Abrão, com direito a gritaria e excesso de merchans característico de Milton Neves, seu equivalente no campo futebolístico.

Enquanto no futebol as torcidas vibram nas arquibancadas, na televisão, a torcidas acontece na internet: fórum, Orkut, comentários de blog, Twitter… Qualquer lugar é lugar de vibrar e torcer pela emissora favorita.

Assim como no futebol, as chacotas entre torcidas adversárias acontecem a pleno vapor. Apelidos como SBTraço, Recópia, Globosta, são comuns, assim como Bambi, Flamerda, Vaiscaíndo.

Santo André, Bangu, XV de Piracicaba se equivalem a Band, RedeTV!, Gazeta: pequenos mas tem seu público cativo. E assim como no futebol, a troca de estrelas são constantes na TV. Recentemente vimos a rixa entre o Sport Club Silvio Santos e o Clube de Regatas Universal. Eram feitos contratos milionários com a promessa de que assim conseguiriam liderar o campeonato, ou, pelo menos, vice-liderar. No ataque, foi feito um troca-troca. A Record levou Gugu Liberato e sua equipe. Em contra-partida, Silvio Santos reforçou o ataque, meio de campo, defesa e até a comissão técnica, tudo do time adversário. E, é claro, as torcidas vibraram com as contratações.

E, assim como no futebol existem os saudosos torcedores de times já extintos, como o Bauru, existem os torcedores das emissoras já extintas, como os saudosos Manchetistas, que se reúnem para ver no Youtube aberturas de novelas como Pantanal, Dona Beija, Ana Raio e Zé Trovão, Kananga do Japão e tantas outras produções da Manchete e se lamentar pelos anos dourados que se findaram.

Enfim, poderia escrever mais quinhentas linhas enumerando as semelhanças entre torcedores de futebol e torcedores de TV, mas seria inútil. Tão inútil quanto comemorar a audiência do último episódio de “Sobrenatural” no SBT ou o placar do jogo do Flamengo no último domingo. Mas antes de encerrar, confesso: sou um torcedor fanático: tanto no futebol, com o meu Flamengo, quanto na TV, com o meu SBT. Tanto nos estádios de futebol quanto nos controles da televisão, deveria ter um selo com o aviso: “Torcida: aprecie com moderação.”

Globo, Record e Band dividirão Olimpíada de 2016

midia

Na briga entre Globo e Record, as duas levaram

Por Luan Borges

A guerra entre a Rede Globo e a Rede Record pelos Jogos Olímpicos de 2016 acabou empatada: as duas emissoras levaram os direitos de transmissão do evento, que ainda não tem a sede definida. Além das duas emissoras, a Bandeirantes também transmitirá o evento através de uma parceria com a Globo.

A guerra pelos direitos de transmissão se deu devido a Record ter a exclusividade na transmissão dos Jogos Olímpicos de 2012, que ocorrerão em Londres, e pelas grandes chances do Rio de Janeiro sediar o evento. Além do Rio, as cidades concorrentes são Tóquio, Madri e Chigado.

A proposta da Globo surpreendeu o Comitê Olímpico Internacional (COI) pelo fato de não ser oferecido apenas dinheiro, mas também por permitir que o evento seja negociado e transmitido por outras emissoras, enquanto a proposta da Record previa transmissão exclusiva e garantia da transmissão de todos os jogos.

A exemplo dos Jogos Panamerianos Rio 2007, a divisão dos direitos de transmissão mostra que a campanha da cidade para sediar o evento de 2016 pode ser bem-sucedida.

Massa corre risco de vida, diz diretor do hospital

esporte

Segundo agências de notícias, diretor do hospital disse que Felipe Massa corre risco

Por Luan Borges

De acordo com a Associated Press, o diretor do hospital militar onde o piloto Felipe Massa está internado disse que o caso do piloto é grave, porém estável.

“A situação de Massa é grave e envolve risco de vida, mas ele está estável”, afirmou Peter Bazso, diretor-médico do hospital em Budapeste, segundo a AP.

Felipe Massa está em coma induzido e deve permanecer assim até amanhã.

Mais informações a qualquer momento aqui e no nosso Twitter.

Felipe Massa passa a noite em coma induzido

esporte

Massa passou por uma cirurgia na cabeça e tem pequena lesão no cérebro

Por Luan Borges

Após passar por uma cirurgia bem sucedida em um hospital de Budapeste, na Hungria, o piloto Felipe Massa passará a noite em coma induzido. De acordo com o último boletim da equipe médica, o brasileiro teve fraturas no crânio e uma leve lesão cerebral. Ele será submetido a uma tomografia às 10h locais (5h de Brasília).

De acordo com um comunicado divulgado pela Ferrari, um exame médico mostrou, além do corte na testa, de cerca de oito centímetros, uma lesão na parte esquerda do crânio e uma concussão cerebral. O brasileiro passará pela cirurgia e ficará em observação na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Militar de Budapeste durante esta noite, sedado.

Felipe Massa sofreu um acidente durante o treino do GP da Hungria hoje pela manhã (horário do Brasil), após uma peça do carro de Rubens Barrichelo se soltar, atingindo o seu colega na cabeça. Massa foi levado às pressas para o hospital de helicóptero.

[ATUALIZADO] Massa bate no treino e foi levado para hospital. Massa está consciente. VEJA FOTO

esporte

Felipe Massa foi atingido na cabeça por uma peça solta na pista e bate no treino da F1

Por Luan Borges

Massa, depois do acidente (foto: Twitter @lokonarede)

Felipe Massa depois do acidente (foto Twitter @lokonarede)

O automobilista Felipe Massa, da Ferrari, foi atingido na cabeça por uma peça solta na pista e bateu de frente numa barreira de pneus. Massa foi levado desacordado para o centro médico da pista e foi levado para o hospital de helicóptero.

A FIA, organizadora da Fórmula 1, não divulgou nenhuma informação sobre o estado de saúde do piloto. O treino foi interrompido.

De acordo com a Jovem Pan, o empresário de Felipe Massa disse que o piloto está bem e, segundo Rubens Barrichelo, todos os seus sinais vitais e movimento de braços e pernas estão bem.

Segundo o canal SporTV, Massa recebeu uma dose de calmante porque estava muito agitado.

Flamengo demite Cuca

esporte

Clube demite técnico depois da pressão da torcida. Vagner Mancini foi cogitado para assumir o time.

Por Luan Borges
Com informações do GloboEsporte.Com

Depois do empate por 1 a 1 com o Barueri no Maracanã, na noite de ontem, Cuca não é mais o técnico do Flamengo. Depois de ter sua permanência garantida pelo vice-presidente de futebol, Kléber Leite, e pelo próprio presidente do clube, Delair Dumbrosck, a diretoria mudou de idéia e nesta quinta-feira anunciaram a demissão de Cuca.

O nome de Vagner Mancini, recentemente demitido do Santos, foi cogitado para assumir o time. O Santos, que agora é comandado por Vanderley Luxemburgo, é adversário do Flamengo no próximo domingo.

Ao final do jogo do Barueri, a torcida do Flamengo gritava “Adeus, Cuca” e, mesmo com o apoio dos jogadores ao técnico, a diretoria optou pela saída do técnico, que acumulava derrotas e empates.

Cuca dirigiu o time por 39 jogos nessa segunda passagem, e acumulou 19 vitórias, 13 empates e 7 derrotas, além do seu primeiro título como treinador: de campeão carioca.

O Cuca já vai é tarde! Técnico ruim, que não sabe usar a boa equipe que tem nas mãos, e só toma decisões erradas. A equipe do Flamengo tem um potencial imenso que Cuca só disperdiçava. Vamos ver se a equipe do Flamengo dá uma guinada com o novo treinador.

Flamengo anuncia novos uniformes

esporte

Clube carioca anuncia novos uniformes e novo fornecedor

Luan Borges
Com informações do GloboEsporte.Com

Adriano divulga novo uniforme em desfile

Adriano divulga novo uniforme em desfile. Foto: GloboEsporte.Com

O Flamengo anunciou na tarde desta quarta-feira o seu novo uniforme, que passará a ser fornecido pela Olympikus pelos próximos seis anos. Além de fornecer o material, a Olympikus também será a patrocinadora do clube. A empresa, que substituiu a Nike, pagará cerca de R$21 milhões, entre material e dinheiro, por temporada.

O uniforme principal (foto) tem listras rubro-negras, com detalhe vermelho na gola. O uniforme reserva, o branco, leva duas listras horizontais em vermelho e preto no meio da camisa, semelhante ao que era usado nos anos 90.

Também foram apresentadas a linha de produtos para os torcedores: bonés, camisas, cachecois, entre outros, totalizando mais de 45 produtos, todos com a marca Olympikus.

O acordo com a empresa, que estava fechado desde o fim do primeiro semestre de 2008, não foi oficializado por um erro da equipe de marketing do Flamengo.

Alegando descumprimento das cláusulas contratuais, o clube rompeu 0 acordo e passou a usar interrogações no lugar da marca do fornecedor. Pouco tempo depois, a Justiça obrigou que a Nike voltasse a fornecer uniformes pra equipe até o fim do contrato, que aconteceu no dia 30 de Junho deste ano.