Modelo que espancou cachorro tem seu teste cancelado

brasil

Modelo ainda se diz a favor da briga de cachorros e publica vídeo de briga

Por Luan Borges

O modelo Yuri Mesquita, que espancou um cachorro e se gabou no Twitter, disse em seu microblog que o teste que faria para a novela “Malhação”, da Rede Globo, foi cancelado devido o escândalo do caso, publicado no último sábado no blog Direto ao Ponto.

O caso, que desencadeou uma campanha para que seja aprovada uma lei que puna quem violenta animais, fez com que o modelo publicasse mais fotos e vídeos de violência contra animais com a mensagem: “Eu não vejo nada de mais nisso”. Segundo o modelo, o cachorro dele, da raça pitbull (grande-porte), já matou outro cachorro da raça cocker spainel, de médio-porte.

Além das novas mensagens, o modelo ainda se explicou sobre o caso, em tom de ironia: “Eu pedi ‘pega’, eles começaram a brincar. Quando vi já tinha acontecido. Pesames (sic)”. O modelo também reclamou das mensagens que vem recebendo: “Estou recebendo inumeros (sic) chingamentos (sic), eu filmar um cachorro matando outro é diferente do que postasse eu matando igual aquela foto”.

O modelo também faz uma revelação: “Já matei 3, mataria 10”.

O movimento para que o Congresso Nacional apoie uma lei que puna com prisão quem violenta animais continua ativo. No blog do advogado criminalista Paulo Cremonesi, há um texto para que você envie para o deputado federal em quem você votou, clicando neste link. O blog “Cleide com L” também está apoiando a causa a favor dos direitos dos animais.

Cremonesi estará hoje, às 21h, estará na AllTV falando sobre o caso.

Xuxa processa Twitter

brasil

Rainha dos baixinhos ainda diz que vai acabar com ‘essa coisa nojenta

Por Luan Borges
Siga-nos no Twitter

Xuxa quer bloquear Twitter no Brasil

Xuxa quer bloquear Twitter no Brasil

A apresentadora Xuxa Meneghel, a “rainha dos baixinhos”, entrou hoje (26) com um processo contra o Twitter. O motivo, segundo a apresentadora, é por difamação, ofensa moral e ameaça verbal contra ela e sua filha, Sasha Meneghel.

Em nota oficial enviada pela assessoria de Xuxa, o alvo da ação é “retirar todo o conteúdo ofensivo e difamatório contra Xuxa e Sasha e o congelamento do serviço no Brasil até então”. Em outras palavras, Xuxa quer que qualquer ofensa a ela seja excluída e que o Twitter seja censurado no Brasil.

Xuxa criou seu perfil oficial na rede no dia 3 de agosto e até então vinha publicando mensagens a respeito do seu cotidiano, com erros de português e escrito em “CAIXA ALTA”. Toda vez que um usuário do serviço alertava-a sobre os erros, se desculpava, mas comentendo novas gafes.

A situação se agravou quando a filha de Sasha usou o perfil de Xuxa e publicou uma mensagem dizendo que faria uma “sena” (sic) com uma cobra. A partir daí, vários internautas enviaram mensagens ridicularizando a escrita da menina-jovem estrela. Xuxa então respondeu as mensagens dizendo que Sasha foi alfabetizada em inglês e que a filha dela não merecia “ouvir certas m..”. Logo após, Xuxa se desligou do Twitter dizendo que os internautas não “merecem falar comigo e com meu anjo”.

Em declaração à equipe da Globo News, Xuxa foi enfática: “Não permitirei que mexam com a honra de minha filha. Ou essa coisa nojenta, esse Twitter acaba, ou meus advogados vão proibir essa barbaridade.”

César Dutra Maia, advogado principal da causa contra o Twitter, diz: “Iremos até o final para punir os responsáveis pela afronta e difamação, mesmo que isso signifique punir individualmente os criminosos através do rastreamento de seus usuários.”

Afinal, me digam, o que é mais fácil: a Xuxa acabar com o Twitter ou o Twitter acabar com a Xuxa?