Ibope, mais uma vez, sob suspeita

Presidente do Ibope é convocado para prestar contas sobre medição

Por Luan Borges
Ponto Notícia // Com informações da Folha de S. Paulo

O presidente do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatísticas (IBOPE), Carlos Montenegro, será chamado para prestar esclarecimentos sobre a medição de audiência na TV à Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa de São Paulo. O pedido da convocação será feito pelo deputado estadual Milton Flávio (PSDB-SP).

Milton declarou à coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo, que pretende entender como que no apagão do ano passado — ocorrido dia 10 de novembro de 2009 –, a Rede Globo obteve audiência na medição.

Recentemente, a auditoria da empresa Ernst & Young no sistema de medição de audiência da TV revelou que, em 18,75% dos 80 domicílios avaliados, os controles remotos dos equipamentos utilizados na medição estavam fora dos padrões de referência.

Segundo o deputado, “o Ibope deve uma explicação, porque isso pode ter desdobramentos relevantes numa sociedade como a nossa, em que as pessoas gostam de comprar o produto que vende mais, de assistir a TV que é líder, de votar no candidato que vai ganhar”.

O deputado ainda disse que pretende abrir uma CPI caso não considere os esclarecimentos satisfatórios. Procurado, o Ibope disse que caso seja solicitado, irá colaborar com os esclarecimentos.

Relembre a história

Na noite de 10 de novembro de 2009, às 22h13, uma falha em uma das linhas de transmissão da hidrelétrica de Itaipu prejudicou o abastecimento de energia elétrica em 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal e o Paraguai, inclusive o Estado de São Paulo.

No momento do apagão, a TV Globo registrava 30,3 pontos em São Paulo. Estimava-se que a audiência despencaria imediatamente, já que todos os domicílios de São Paulo foram atingidos, considerando um ‘delay’ de 2 ou 3 minutos, porém a Globo só foi registrar baixa na audiência às 22h30, quando registrou 0,9 ponto.

Na ocasião, o Ibope, através de sua assessoria, informou que as residências só pararam de transmitir dados às 22h20.

Censura: Blogs e sites estão sendo proibidos de divulgar IBOPE

A partir de hoje todos os blogs e sites que não são assinantes do IBOPE porém divulgam seus números estão sendo convidados à parar de divulgá-los. Alguns blogs e sites que eram nossas fontes foram notificados pela equipe do IBOPE, como o blog “Esporte e Notícia“, que divulgava o IBOPE em tempo real, além das prévias e consolidados. O Blog Internacional/Direto ao Ponto ainda não foi notificado oficialmente, porém estamos a inteira disposição da equipe dessa confiável instituição chamada IBOPE através do nosso e-mail.

Se um blog ou site quiser ter o direito de publicar os dados do IBOPE, é necessário pagar uma mensalidade de R$322,00. O antigo instituto Datanexus disponibilizava esse serviço gratuitamente.

Recentemente vimos que o IBOPE é fraudável: na Argentina, foi descoberta uma fraude do IBOPE em que uma parte das pessoas pesquisadas tiveram seus nomes e endereços divulgados na Internet, permitindo que uma emissora oferecesse dinheiro para que o telespectador assistisse a emissora.

Outro problema do IBOPE é o baixo número de domicílios pesquisados: apenas 750 domicílios da Grande São Paulo representa mais de 20 milhões de pessoas. Isso foi alvo de críticas da redatora do programa Pânico na TV, Rosana Hermann. O IBOPE da Grande SP também é o principal porque serve de termômetro para o mercado publicitário. Por isso, um programa que é líder na Paraíba e é terceiro em São Paulo possivelmente terá baixo faturamento.

Outra personalidade da TV também criticou o IBOPE. A escritora Letícia Dornelles, adaptadora da novela “Amigas e Rivais”. Segundo Letícia, a novela vai bem em todas as regiões do país, com destaque para a região Nordeste e para o interior de São Paulo, onde a novela aproxima-se da Rede Globo. Já em São Paulo, a novela dificilmente passa dos 6 pontos. “Só precisamos da boa vontade do IBOPE da Grande SP. O que acontece com esse IBOPE? Adoraria saber”, declarou Letícia.

Recentemente, havia uma grande briga por números. Diversos sites que publicavam os números do IBOPE registravam números diferentes. Além da diferença do IBOPE prévio para o consolidado, onde é normal haver oscilação de dois pontos. Algumas emissoras, como o SBT e a Band, eram a que mais registravam queda no consolidado.

Arbitrariedade e censura, é assim que pode ser definida essa decisão por parte do IBOPE. O IBOPE tem medo da rapidez em que seus números eram divulgados. Ao vivo, em tempo real, direto do Real Time, não havia tempo para manipular, fraudar, influenciar e alterar esses dados a favor de emissora “A” ou “B”. Desde sempre, nunca o IBOPE foi inteiramente confiável por toda a mídia, sempre havendo uma desconfiança, seja por uma emissora fora do ar que registra 1 ponto, ou números diferentes dos outros. Será que o IBOPE tem medo de ser descoberto?

Descoberta fraude no IBOPE da Argentina

Uma fraude no sistema de medição de audiência da TV na Argentina fez com que o IBOPE suspendesse seus serviços em Buenos Aires, capital da Argentina. O IBOPE não descarta que isso também aconteça no Brasil. A suspensão pode levar de três à seis meses.

O principal elemento da credibilidade da pesquisa, o sigilo das residências pesquisadas, foi quebrado. Cerca de 100 das 900 residências que eram pesquisadas tiveram seus endereços revelados na Internet. Assim, as emissoras poderiam oferecer dinheiro e outras vantagens se a pessoa deixasse sua televisão sintonizada em seu canal.

A Câmara de Controle de Medição de Audiência, entidade que audita o IBOPE, cassou o seu certificado de qualidade. O diretor do IBOPE Mídia, Flávio Ferrari, disse ter “certeza absoluta que a informação não saiu de dentro do IBOPE”. Ferrari suspeita que os dados foram revelados através do monitoramento dos telefones fixos utilizados para enviar informações dos medidores de audiência para o IBOPE.

No Brasil, apesar de utilizar radiofreqüência e telefonia celular, Ferrari não descarta a possibilidade de fraude semelhante no país. “Se dissesse que é impossível, estaria dando o primeiro passo para isso se tornar possível, o descuido”.

Muitos não acreditam da legitimidade da medição de audiência do IBOPE. A produtora do programa “Pânico na TV”, Rosana Hermann, já publicou diversas vezes críticas à instituição em seu blog. Somente 750 aparelhos de medição estão disponíveis na Grande São Paulo, representando mais de 20 milhões de habitantes. A autora da novela “Amigas e Rivais”, Letícia Dornelles também não confia na medição. Segundo Letícia, em todas as regiões do país a audiência da novela vai bem, coma vice-liderença folgada. “Só precisamos da boa vontade do IBOPE da Grande SP. O que acontece com esse IBOPE? Adoraria saber”, questionou Letícia em seu Orkut.