MTV transmite posse de Barack Obama ao vivo

Emissora transmitirá com exclusividade e ao vivo a posse do 1º presidente negro americano

Por Luan Borges
Direto ao Ponto // Inovando e Informando
Ouça a Rádio Total Mais, com a posse ao vivo de Barack Obama

Obama é o 1º presidente negro americano

Obama é o 1º presidente negro americano

A MTV Brasil transmitirá ao vivo e com exclusividade o “Youth Inauguration Ball”, parte da festa oficial da posse de Barack Obama, na madrugada de terça (20/01) para quarta (21/01), a partir da 1 da manhã. Batizada de “Be The Change: Live From The Inaugural”, trata-se da celebração da participação massiva dos jovens norte-americanos na eleição do ano passado, que elegeu o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, e o engajamento dos que lutam por mudanças sociais através de trabalhos voluntários.

O evento, que terá uma hora e meia de duração, terá, além do discurso do recém empossado Barack Obama, shows de Kanye West, Fall Out Boy, Rihanna e a participação de vários outros artistas.

O evento marca a mudança do poder dos Estados Unidos e do fim do desastroso governo de George Bush, para um começo cheio de esperança, em meio a crise.

Caze vai estar nos estúdios da MTV ao vivo comentando o evento e contextualizando o novo momento histórico. Além disso, o blogueiro Rafa Losso, que acompanhou as eleições americanas no seu blog estará conversando com a audiência ao lado de Caze através de um live blogging.

MTV entra na parabólica

Mais de 18 milhões de pessoas já podem assistir a MTV Brasil de forma gratuita. A MTV anunciou em seu site que apartir de hoje seu sinal estará disponível através da parabólica analógica, no StarOne C1, antigo Brasilsat B1. A MTV está disponível através da freqüência 1140 mhz, no pool horizontal.

Esse anúncio cai muito bem para a MTV, que no último dia 31 de maio teve seu sinal cortado pela Sky, maior operadora de TV por assinatura, sem aviso prévio, fazendo seus assinantes de otários. Vamos ver se com o PL-29, projeto de lei que obriga um certo número de canais na TV paga, a MTV volta, junto com seus canais “irmãos”.

Sky rebate acusações da MTV

A Sky, através do jornal O Globo, também de propriedade das Organizações Globo, dona da Sky, NET e da Multishow, divulgou um comunicado sobre a retirada do canal MTV. A Sky alega que tentava negociar com a MTV há 8 meses, sem sucesso, até quando a MTV fez uma proposta: mais dois canais, o FIZ e Ideal, ambos da Editora Abril, dona da MTV. Veja o comunicado na íntegra.

“A revista Veja publicou esta semana uma matéria intitulada ‘Um perigoso precedente para a TV paga’.

A referida matéria acusa a SKY de uma ação “truculenta” em relação à retirada do sinal da MTV Brasil, pertencente ao Grupo Abril, de sua lista de canais. Não faz referência a pontos relevantes esclarecidos previamente pela SKY à redação da revista.

Em respeito aos seus clientes e a opinião pública, a SKY vem esclarecer esses pontos:

1. A SKY sempre esteve aberta e disposta a negociar. Tanto que vem buscando a renovação do contrato de distribuição do canal MTV Brasil há oito meses, sem sucesso.

2. Durante este período a melhor proposta apresentada pela MTV Brasil dobrava o custo do canal para a SKY.

3. Além disso, depois de todo este período de negociações, a MTV Brasil surpreendeu a SKY com nova proposta por escrito com mais uma exigência: condicionou a renovação do contrato à distribuição de mais dois canais (Fiz e Ideal), com um aumento ainda mais exorbitante dos custos que poderia até quadruplicar o custo atual.

4. Como conseqüência, a SKY se viu forçada a declinar desta proposta abusiva que fatalmente acabaria por onerar os seus assinantes.

5. Desde então, a SKY não foi procurada e tampouco recebeu uma nova proposta para renovação do contrato.

Foram, portanto, as ações da própria MTV Brasil que causaram a atual situação e todos os problemas relacionados à distribuição do canal.

Ressaltamos ainda que, num ato de boa-fé e de que ainda busca um acordo com a MTV Brasil, a SKY decidiu manter o sinal para a Grande São Paulo, onde o canal está disponível em rede aberta. Entretanto, caso a MTV Brasil considere as negociações encerradas de forma definitiva e deseje que a SKY cesse a distribuição para São Paulo, a SKY assim procederá imediatamente já que não tem a obrigação legal de distribuir o canal nesta localidade.

Vale lembrar que o projeto de lei citado na matéria (PL 29/07) – que propõe cotas de canais na TV por assinatura – ainda nem mesmo foi aprovado e já se vêem atitudes oportunistas com o intuito de obter vantagens comerciais.

A SKY apóia e prestigia o conteúdo nacional, mas também preserva, acima de tudo, o compromisso e o respeito aos seus clientes.

A SKY continua disposta a oferecer o canal MTV Brasil a seus clientes, desde que haja condições comerciais condizentes com o mercado.

SKY BRASIL”

Os três canais (MTV, Ideal e Fiz) são de ótima qualidade. Porém o monopólio deve ter feito a Sky esquecer como se faz TV. A Sky hoje só se interessa em colocar canais gratuitos, ou onde o próprio canal paga para ter seu sinal transmitido. Enquanto MTV sai, entram TV Aparecida, Polishop TV…

MTV se pronuncia sobre retirada da Sky

No dia 31 de maio, a Sky retirou sem comunicar aos seus assinantes o canal MTV Brasil. O motivo? A MTV queria o dobro do pago pela Sky para transmitir seu sinal e a inclusão da MTV2 na grade de canais da operadora. A Sky simplesmente não aceitou e cortou seu sinal sem aviso prévio aos seus assinantes.

Recentemente a MTV vem exibindo durante seus intervalos um comunicado sobre o ocorrido. Veja:

O que está por trás disso, meu caro leitor, é protecionismo da Globo com seus canais. A MTV é o maior concorrente do Multishow, da Globosat. Ao ver que a MTV queria que seu segundo sinal, a MTV2, fosse transmitida pela Sky, no qual a Globo é acionista, a única solução de não deixar o Multishow enfrentar forte concorrência, foi retirar a MTV e não transmitir a MTV2. Assim o Multishow é livre para não ter concorrente.

Até quando viveremos dominado pelo monopólio Global? Até quando esse país viverá aos mandos e desmandos de uma emissora de TV? Da vontade de uma família que domina os meios de comunicação deste país? De um império das comunicações?

Ah, e não adianta fugir pra NET, já que a Globo é sócia majoritária da operadora. Ou seja, é questão de tempo para a MTV sair do ar lá também.

O que pinta de novo, pinta no rabo do povo!

TV Digital estréia com falha no som, em SD e 4:3

Com um pronunciamento da Ministra da Casa Civíl, Dilma Rousseff, seguido do Ministro das Comunicações, Hélio Costa e, por último, o pronunciamento do Presidente Lula, foi iniciada a transmissão da TV Digital, que iniciou a transmissão do vídeo acima.

O audio do discurso da ministra estava muito baixo. Era necessário aumentar bastante o volume da televisão. A transmissão do início da TV Digital e em alta definição no Brasil foi em SDTV, qualidade padrão de DVD. O HDTV tem uma imagem 16 vezes mais detalhista do que em SDTV. Além disso, tanto a cerimônia quanto o vídeo foram transmitidos em 4:3, fullscreen, tamanho de uma TV comum, ao invés de em 16:9, formato widescreen, padrão do cinema.

Depois da cerimônia e do vídeo (que poderia ter sido um pouco melhor, já que não teve todos os momentos memoráveis da TV), aí sim começou o show da TV Digital. O Fantástico, na Globo, transmitiu uma reportagem especial em HD; a Band transmitiu o show de Andrea Bocelli em HDTV e widescreen; o SBT iniciou a transmissão com o filme “Alexandre, o Grande”; a RedeTV! transmitiu o Pânico na TV em HD e, em seguida, a série “Donas de Casa Desesperadas”; a MTV transmitiu a série “Casal Neura” em HD. Às 22h, a Record foi a última a transmitir em HD, com o filme “Garfield”.

Já no guia de programação na tela, apenas a Globo, o SBT e a MTV disponibilizaram o programa que era exibido e o seguinte.