Apóstolo Valdemiro acusa RR Soares de expulsá-lo da RedeTV!

Apóstolo Valdemiro, da Mundial de Deus, acusa RR Soares, da Internacional da Graça de Deus, de expulsá-lo da RedeTV!

Por Luan Borges

O Apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, acusou o Missionário RR Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, de expulsá-lo da RedeTV!. A Igreja de Valdemiro alugava o início das manhãs da emissora, por volta das 06h, quando a emissora resolveu não renovar o contrato, para aceitar uma oferta de RR Soares, que inflacionou os aluguéis da emissora.

Soares resolveu compensar o espaço que perdeu na Band – de um hora passou a ter somente 20 minutos, apresentando um talk-show gospel – na RedeTV!, assim alugando todos os horários disponíveis na emissora. Além da Igreja Mundial, quem também vai perder espaço é a Igreja Universal.

Valdemiro, que também domina 22 horas da Rede 21 e da TV Alagoas, ex-afiliada do SBT, acusou em seu programa que RR, que é chamado de “tio” no vídeo, de pregar uma coisa e fazer outra. “Eu não sou hipócrita, eu sou desse jeito em todo lugar […], o sujeito chega lá, na maior cara-de-pau, e diz que fui eu que tirei o programa do ar. É mentira!”, diz.

Veja o vídeo:

TELEVISÃO: E no front de batalha…

Enquanto Record tenta levar Gugu, Silvio já leva dois e investe no Pânico

Por Luan Borges

Eliana é a nova contratada do SBT

Eliana é a nova contratada do SBT

A guerra da TV está mais intensa do que nunca! Nessa semana, saiu na imprensa que a Record estava contratando Augusto Liberato, o Gugu, por R$3 milhões mensais, com a proposta de um programa diário de entrevistas.

No SBT, todos pensavam que Silvio Santos e sua equipe iria engolir essa perda à seco. Muitas informações desencontradas, muito ‘disse-me-disse’, mas nenhuma notícia certa sobre o futuro televisivo de Gugu.

Apesar dessa indefinição sobre Gugu, Silvio Santos resolveu partir pro ataque: entrou na lojinha da Record e levou, de uma só vez, Eliana e Roberto Justus e, pelo que deixa entender Daniela Beyruti, filha de Silvio e diretora do SBT Produtora, “O Aprendiz”, programa que consagrou Justus como apresentador, também será do SBT. “Existe Aprendiz sem Justus?”, disse Beyruti em seu Twitter.

Enquanto a Record faz propostas e pressão pra levar Gugu e sua equipe, Silvio Santos tenta realizar outro sonho: contratar a equipe do Pânico na TV, que tem batido recorde atrás de recorde na RedeTV!.

Roberto Justus e seu “O Aprendiz” foi responsável pelo segundo maior faturamento da Record, perdendo só pra venda das madrugadas pra Igreja Universal do Reino de Deus. A última edição de “O Aprendiz” faturou R$100 milhões. Apenas a final faturou R$10 milhões, um dos faturamentos mais altos da história da TV brasileira.

Silvio Santos se mostra disposto a retomar a vice-liderança através de decisões à longo-prazo. Grade de programação estável, investimento pesado em dramaturgia e contratações estratégicas para desfalcar a concorrência. Já a Record segue pelo oposto: programação instável e insistência em produções toscas como “Mutantes”, que afasta os bons profissionais. E isso reflete na audiência. Essa semana, “Os Mutantes” marcou 7 de média. O mundo dá voltas, e o mundo da televisão, mais ainda.

RedeTV! estaria a beira da falência

A mais nova das emissoras pode ter o mesmo destino da Manchete

Por Luan Borges
Direto ao Ponto // Inovando e Informando
Ouça a Rádio Total Mais

RedeTV! está demitindo em massa e atrasando salários

RedeTV! está demitindo em massa e atrasando salários

“A Rede de TV que mais cresce no País”. Esse era o slogan da RedeTV!, era. Hoje a situação e outra: demissões em massa, atraso de salários e saída de artistas.

Começou com a demissão de Marcelo Resende. O ex-âncora do RedeTV! News, que tinha um salário acima dos padrões, foi o primeiro a ser despensado da emissora, para cortar custos. Não demorou muito para vir a primeira demissão em massa: 100 funcionários do jornalismo foram dispensados, e o “TV Esporte e Notícias” e “Notícias das 7”, cancelados. No lugar, entrou o animê “Pokémon”.

Com salários atrasados por mais de um mês, dois artistas do casting da emissora já pediram as contas: Rodolpho Gamberini, que apresentava o “Notícias das 7” e substituiu Marcelo Resende, foi o primeiro a sair: para o SBT. Agora quem saiu foi Olga Bongiovanni, que anunciou que não tem mais interesse em renovar o seu contrato, apesar de não ter nenhuma proposta à vista.

Recentemente, a RedeTV! anunciou a compra de novos estúdios na cidade de Osasco, região metropolitana de São Paulo. O negócio é um dos principais culpados pela crise de abate a emissora. A compra foi efetuada antes da Crise Econômica Mundial, e hoje, a emissora não tem como abastecer o caixa.

A substituta da Manchete tem sido alvo de várias críticas nos últimos anos, por preferir dar cobertura à programação da Globo do que criar uma, e ter conteúdo apelativo, em programas como “A Tarde é Sua” e “Superpop”.

Outro alvo de críticas é o nepotismo da emissora: depois de Luciana Gimenez, esposa do vice-presidente da RedeTV!, apresentar o “Superpop”, Daniele Albuquerque, esposa do presidente da RedeTV!, se tornou a nova estrela da emissora. A ‘apresentadora’, que toma a frente do “Dr. Hollywood”, tomou a frente da ‘cobertura’ dos Bastidores do Carnaval, posto que era de Adriana Lessa.

A RedeTV! é uma emissora que se perdeu no caminho. Assim que foi inaugurada, Paulo Bonfá, Mariana Kupfer, Adriane Galisteu, Marília Gabriela, Juca Kifuri e Jorge Kajuru figuravam o casting da emissora. Programas como  “Galera na TV” e as primeiras fases do “A Casa é Sua”, “Superpop” e “TV Fama” eram programas que traziam qualidade e bom gosto.

Hoje a emissora tomou o rumo do sensacionalismo, da apelação, e da busca barata por audiência. A sucessora da Manchete vai ter o fim da mesma, sem nem ter sido um terço dela.

Rodolpho Gamberini é o mais novo contratado do SBT

Jornalista deixa a RedeTV! para ser responsável pelo ‘SBT Repórter’

Por Luan Borges
Direto ao Ponto // Inovando e Informando

O SBT anunciou agora há pouco, através de um comunicado oficial à imprensa, que acaba de contratar Rodolpho Gamberini. Gamberini apresentava o telejornal “RedeTV! News”, na RedeTV!.

A partir do dia 15 de fevereiro, Rodolpho Gamberini passa a fazer parte do time de âncoras do SBT, além de ser responsável pelas matérias especiais do jornalístico “SBT Repórter”.

Gamberini começou sua carreira em 1974, passando pela Folha de São Paulo, “Bom Dia Brasil” e “Bom Dia São Paulo” na Rede Globo. Lançou o programa “Roda Viva” na TV Cultura, no ar até hoje, e ocupou o cargo de diretor de jornalismo da extinta Rede Manchete.

Além da contratação de Gamberini, há expectativa da contratação de Marcelo Rezende, também ex-RedeTV!. Rezende esteve gravando pilotos de um telejornal policial no SBT na tarde de hoje, segundo Flávio Ricco.

Televisão: As novelas latinas além do SBT

SBT foi pioneiro nas novelas estrangeiras, mas as outras emissoras foram atrás do pote de ouro latino-americano

Por Luan Borges
Direto ao Ponto

Tudo começou com “Los Ricos También Lloran”, a primeira novela latina exibida no Brasil, pelo SBT, em 1983. De lá para cá, a emissora do Silvio Santos exibiu incontáveis novelas latinas, entre mexicanas, colombianas e argentinas. A novela latina mais recente exibida no SBT foi “Lalola”. Mas não foi só o SBT que exibiu novelas dos nossos hermanos latinoamericanos. Ambicionados pelas novelas a peso de banana e com ótima audiência, com exceção da Globo, todas as outras emissoras também foram atrás dessa fonte de sucesso.

Continuar lendo

Televisão: RedeTV! compra ‘E! True’ e mais séries

‘E! True Hollywood History’ será exibido aos sábados, no TV Fama. ‘The Nanny’ e desenho japonês também está no pacote

Por Luan Borges
Direto ao Ponto

A RedeTV! comprou na MipCom, feira de televisão que ocorre em Cannes, na França, 50 episódios do “E! True Hollywood History”, programa que conta a história de artistas famosos. Cada programa conta a história de um artista diferente.

“São milhares de episódios, mas queríamos fechar com um pacote com personalidades conhecidas por todos aqui, como Michael Jackson, Madonna e Britney”, disse Marcelo de Carvalho, vice-presidente da emissora.

O programa irá ao ar aos sábados, dentro do TV Fama, que deixará de ser uma reprise da semana.

A RedeTV! também trouxe de Cannes a série americana “The Nanny”, já exibida no Brasil pela Rede Record e pela Rede 21. “The Nanny” conta a história de Fran Fine, estrelada pela atriz Fran Drescher, que, por engano, se torna a babá dos problemáticos filhos de Maxwell Sheffield, um produtor da Broadway.

O pacote também conta com novas temporadas do desenho “Pokemón” e desenho japonês “Ryukendo”, uma espécie de novos Power Rangers. A compra de outras duas grandes séries estão sendo finalizadas.

A RedeTV! está remodelando a sua programação para entrar de vez na disputa pela audiência, depois de ter sido criticada várias vezes por ter uma programação de qualidade duvidosa. Em 2009, a emissora promete inaugurar novos estúdios e abandonar os galpões que atualmente ocupa.

Cadê a Qualidade?

(Por Luan Borges)

“Q de Qualidade só se vê na Globo”, “Qualidade também se vê na Record”, “A Qualidade que só o SBT tem”. Essa palavra está na moda. Todas dizem que tem “qualidade”. A Globo mostrou a sua qualidade, o seu “Padrão Globo de Qualidade”, falando dos estúdios de milhões de dólares, mostrando sua grandeza. Já a Record mostrou sua qualidade em números, mostrou seu crescimento de 2004 à 2008. Já o SBT mencionou rapidamente na chamada do então “Novosídolos”, querendo atacar a Record.

Mas será que a TV brasileira tem qualidade, ou só ego? É inegável que a TV brasileira é uma das que mais se destacam no mundo, junto com a americana e a mexicana, mas será que destaque é sinal que qualidade? Novelas com efeitos bizarros, estilo copiado, grades repletas de enlatados, jornalismo manipulado, falta de investimentos, trocas repentinas de horários, e, o principal, o sensacionalismo barato. São fatores que mostram que a qualidade passa longe.

O caso Isabella é um ótimo exemplo para mostrar que, na verdade, o sensacionalismo barato e a guerra pelo Ibope rondam a TV brasileira. Começou com a Record, que conquistou a liderança durante diversas vezes explorando o caso, o que obrigou as outras emissora a também explorarem o caso, inclusive a tal emissora do “Q”. Todos os telejornais da televisão brasileira, em especial os policiarescos como “Brasil Urgente”, “Balanço Geral” e o extinto “Aqui Agora”, só tinham uma pauta: Caso Isabella. Num instante não existia mais assassinado, corrupção e nem dengue no Brasil, só Caso Isabella. Vendo os índices da cobertura do caso, os programas de variedades como “A Tarde é Sua” e “Mais Você” também entraram na “cobertura”, e novelas, fofocas e culinária deram espaço a morte da menina Isabella. Isso é qualidade? Sugar o sangue de Isabella Nardoni só pra liderar no Ibope e terminar o mês comemorando o aumento na audiência que, logo após o fim do caso, cairá?

O problema não é somente as emissoras não colocarem programas de qualidade na TV, mas também o público brasileiro não gostar que qualidade. Como é possível a novela “Caminhos do Coração”, uma novela que tem um ótimo elenco, porém um texto vergonhoso do “Rei do Ibope” Tiago Santiago, e efeitos de última categoria marcar 20 pontos de audiência enquanto “Ciranda de Pedra”, uma novela com um elenco melhor ainda, um excelente texto e ótima produção marcar apenas 17, 19 pontos? O pior está mesmo é na TV Cultura, toda a TV Cultura, que nas pesquisas “boca-a-boca” todos dizem assistir, mas na pesquisa do Ibope disputa audiência com a Gazeta.

Além da falta de qualidade, tem também a “emissora preguiçosa”. A RedeTV! e o SBT são exemplos disso.

Em uma, basicamente, só existem quatro programas na grade diária, todos falando sobre os programas da Globo. Nem quando ela tinha uma produção própria, a excelente série “Donas de Casa Desesperadas”, os programas só falavam da Globo. Curiosamene, esses programas têm mais de 3 horas de duração.

Na outra, são os enlatados e reprises que dominam a programação. Desde às 7 da manhã até às 10 da noite são programas enlatados, salvo dois infantis, que não tem grande produção, e o “Casos de Família”, um programa de baixo orçamento porém cativante. Novelas? Só “Chiquititas”, “Lalola” e “Privilégio de Amar”, as duas primeiras argentinas e a segunda reprise mexicana, o tal “Vale a Pena Ver (5 Vezes) de Novo”.

Ó, Qualidade, onde estás? Talvez por esse “sumiço”, o “share” (números de televisores ligados), tenha caído muito, e o número de internautas brasileiros crescidos bastante. As emissoras não querem assumir, mas é inegável. É só ver ao seu redor. Não se comenta mais novelas, mas sim comunidades do Orkut e vídeos do Youtube. É a migração do rádio pra TV acontecendo de novo, só que da TV pra Internet. E tudo por culpa da letra F e Q: Falta de Qualidade.