Troféu Rubens Furlan #001

Troféu Rubens Furlan premiará os mais babacas da semana

Por Luan Borges

A partir desta semana, o Ponto Notícia // Direto ao Ponto irá premiar os mais babacas da semana através do Troféu Rubens Furlan. Antes de mais nada, vamos explicar por que o nome do prêmio é “Troféu Rubens Furlan”.

Rubens Furlan é um influente político brasileiro, atualmente prefeito da cidade de Barueri, interior paulista, filiado ao PMDB. Em março de 2010, ficou conhecido nacionalmente depois do caso da TV LCD, uma denúncia feita pelo programa humor-jornalístico CQC – Custe o Que Custar -, da Band. Furlan tentou censurar a matéria, que mostra o desvio de uma TV de LCD doada para uma escola pública do município, para a casa de uma diretora. Uma semana após a censura, Furlan deu uma entrevista ao repórter Danilo Gentili, em que chamou o CQC e seu comandante, Marcelo Tas, de babacas.

Explicada a origem do nome, vamos aos prêmios.

Troféu Rubens Furlan de Política

Eduardo Paes ganha Troféu Rubens Furlan de política

Eduardo Paes ganha Troféu Rubens Furlan de política

O ilustre vencedor é o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB)! Essa semana, Paes anunciou o fechamento de uma das principais avenidas do centro do Rio, a Rio Branco. Nela, transitam 115 linhas de ônibus e mais de 1800 coletivos. A via é um importante corredor com diversos escritórios e sedes de empresas. A ideia é transformar a avenida em um parque urbano.

Troféu Rubens Furlan de TV

Silvio é mestre, mas não escapou do Troféu Rubens Furlan

Silvio é mestre, mas não escapou do Troféu Rubens Furlan

Na área da TV, o Troféu Rubens Furlan vai para Silvio Santos, que desativou a linha de pegadinhas porque a Patrícia Kogut reclamou. Profissionais folclóricos da emissora, como Ivo Holanda, foram demitidos sem nenhum rodeio. Tudo porque uma outra babaca, que acha que entende de TV, julgava-as sem graça. As Câmeras Escondidas eram responsáveis por ótimos picos do programa.

Troféu Rubens Furlan de Esporte

Empate de peso!

Empate de peso!

Houve um empate de peso! Ronaldo e Adriano dividem o Troféu Rubens Furlan por suas perfomances nos dois jogos entre Flamengo e Corínthias pela Libertadores. Adriano “Churrasco” – muito bem apelidado pelo RockGol da MTV-, e “Ronalducho” seriam o grande destaque do jogo, mas acabaram por ficar mais tempo como coadjuvantes. A “super dupla de peso” não atendeu aos anseios da mídia e da torcida e mostraram seus reais peso: Ronaldo, o peso da pança; Adriano, o peso do chifre.

Troféu Rubens Furlan da Internet

Que tal uma mentirinha bem fresca?

Que tal uma mentirinha bem fresca?

O Troféu Rubens Furlan vai para um blog que, se esse prêmio fosse criado antes, já seria campeão de troféus, o RD1 Audiência! Depois de muitas notícias copiadas, sem fontes e até inventadas, hoje o RD1 se superou: publicou uma nota sobre a contratação do apresentador Gilberto Barros pela TV Gazeta e colocou o colunista da Jovem Pan, José Armando Vanucci, como “colaborador”. A notícia, obviamente, é falsa, e desmentida pelo próprio Vanucci, que disse que não colabora com nenhum blog ou site que não seja os da Jovem Pan. Furlan neles!

E fica por aqui mais uma premiação do Troféu Rubens Furlan. Na próxima sexta, sairão os novos ganhadores do Troféu. Você também pode fazer indicações para o Troféu Rubens Furlan através do nosso Twitter: @Ponto_Noticia

Casa de Silvio Santos é invadida em São Paulo

Filha e genro do apresentador foi mantida refém segundo a polícia. Apresentador não está no Brasil

Por Luan Borges
Ponto Notícia

A casa do apresentador Silvio Santos foi invadida por assaltantes na madrugada de sábado (13) para domingo (14), no bairro do Morumbi, em São Paulo, por quatro homens armados. Uma das filhas do apresentador, seu genro e um copeiro foram mantidos reféns.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, mas negada pela assessoria de imprensa do SBT. Silvio não estava em casa no momento, pois viajou para os Estados Unidos e retorna somente dia 22.

Um carro do modelo Tucson foi roubado, mas já foi recuperado e está sendo periciado. Alguns objetos também foram roubados.

Em 2001, a filha de Silvio Santos, Patrícia Abravanel, e três amigos foram mantidos reféns na mesma casa. Alguns dias depois, o mesmo sequestrador, Fernando Dutra Pinto, sequestrou o próprio Silvio Santos por mais de sete horas.

Segundo Leon Abravanel, sobrinho de Silvio e diretor de afiliadas do SBT, a filha de Silvio Santos passa bem.

TV e futebol: as semelhanças entre as torcidas

midia

As torcidas entre TV e futebol são bastantes semelhantes

Por Luan Borges

Ver briga de SBTistas e Recordistas por audiência é tão engraçado. Parece até conversa de bar entre flamenguista e vascaíno. Enquanto no futebol são usados jargões como “impedimento”, “juiz ladrão”, “falta”, “tira-teima”, na TV é “consolidado”, “Montenegro ladrão”, “prévia”, “realtime”. Mas o fanatismo e a inutilidade são as mesmas. No futebol, quem lucra são só os cartolas e jogadores de futebol, já na TV, somente os donos das emissoras e apresentadores.

A semelhança entre as torcidas de futebol com as torcidas de TV são tantas que já existe a mesa redonda oficial do ‘televisionismo’ brasileiro: A Roda da Fofoca da Sônia Abrão, com direito a gritaria e excesso de merchans característico de Milton Neves, seu equivalente no campo futebolístico.

Enquanto no futebol as torcidas vibram nas arquibancadas, na televisão, a torcidas acontece na internet: fórum, Orkut, comentários de blog, Twitter… Qualquer lugar é lugar de vibrar e torcer pela emissora favorita.

Assim como no futebol, as chacotas entre torcidas adversárias acontecem a pleno vapor. Apelidos como SBTraço, Recópia, Globosta, são comuns, assim como Bambi, Flamerda, Vaiscaíndo.

Santo André, Bangu, XV de Piracicaba se equivalem a Band, RedeTV!, Gazeta: pequenos mas tem seu público cativo. E assim como no futebol, a troca de estrelas são constantes na TV. Recentemente vimos a rixa entre o Sport Club Silvio Santos e o Clube de Regatas Universal. Eram feitos contratos milionários com a promessa de que assim conseguiriam liderar o campeonato, ou, pelo menos, vice-liderar. No ataque, foi feito um troca-troca. A Record levou Gugu Liberato e sua equipe. Em contra-partida, Silvio Santos reforçou o ataque, meio de campo, defesa e até a comissão técnica, tudo do time adversário. E, é claro, as torcidas vibraram com as contratações.

E, assim como no futebol existem os saudosos torcedores de times já extintos, como o Bauru, existem os torcedores das emissoras já extintas, como os saudosos Manchetistas, que se reúnem para ver no Youtube aberturas de novelas como Pantanal, Dona Beija, Ana Raio e Zé Trovão, Kananga do Japão e tantas outras produções da Manchete e se lamentar pelos anos dourados que se findaram.

Enfim, poderia escrever mais quinhentas linhas enumerando as semelhanças entre torcedores de futebol e torcedores de TV, mas seria inútil. Tão inútil quanto comemorar a audiência do último episódio de “Sobrenatural” no SBT ou o placar do jogo do Flamengo no último domingo. Mas antes de encerrar, confesso: sou um torcedor fanático: tanto no futebol, com o meu Flamengo, quanto na TV, com o meu SBT. Tanto nos estádios de futebol quanto nos controles da televisão, deveria ter um selo com o aviso: “Torcida: aprecie com moderação.”

Plantão: Helicóptero cai em Guarulhos (SP)

Helicóptero levava duas pessoas. Não há informação de vítimas

Por Luan Borges
Direto ao Ponto

Um helicóptero caiu na tarde desta segunda-feira, no Parque Ecológico do Tietê, na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, dados preliminares informam que a aeronave transportava duas pessoas. Não há a informação de vítimas.

De acordo com a Polícia Militar, a queda ocorreu numa região de brejo. Ainda não são confirmadas a causa da queda.

Eleições 2008: Eduardo Paes no Rio e Gilberto Kassab em São Paulo

Em São Paulo, Kassab vence com boa folga. Já no Rio, Paes fica com diferença apertada.

Por Luan Borges
Direto ao Ponto

DEM e PMDB comandam as duas principais capitais brasileiras. Em São Paulo, o prefeito Gilberto Kassab (DEM), que recebeu o apoio do governador José Serra (PSDB), venceu com bastante folga. Sua rival era a ex-prefeita Marta Suplicy (PT). Kassab recebeu 60,72% dos votos, enquanto Marta ficou com 39,28%. Houve 17,54% de abstenção. Votos em branco somaram 2,62%. Os votos em nulo somaram 5,03%.

Isso reforça o poder de José Serra dentro do PSDB. Depois da derrota de Geraldo Alckmin no 1º turno, e a furada de Aécio Neves, governador de Minas Gerais, que apostou tudo em Márcio Lacerda no 1º turno, mas só levou no segundo. Além do reforço do poder de Serra, a vitória de Kassab reafirma a histórica aliança entre PSDB e PFL, atual Democratas.

Já no Rio de Janeiro, a votação foi bem apertada. A diferença de votos foi de apenas 55.252 votos para Eduardo Paes. O candidato do PMDB venceu com 50,83% dos votos, enquanto Fernando Gabeira, do PV, ficou com apenas 49,17%. Houve 20,25% de abstenção, um número considerável alto. Votos em branco somaram 2,52%. Já os votos em nulos foram 6,10%.

Eduardo Paes teve sua candidatura baseada na Zona Oeste, a parte pobre da cidade, e tem como principais aliados o presidente Lula e o governador Sérgio Cabral. Eduardo Paes promete governar em conjunto com o Governo do Estado, coisa que não acontece há muito tempo no Rio de Janeiro. A eleição de Paes afirma o poder do PMDB no Rio de Janeiro, já que o Governo do Estado é governado por um peemedebista desde 1999, com Antony Garotinho. Essa eleição também marca o fim da hegemonia do prefeito César Maia, que governa a cidade desde 1993.

César Maia não conseguiu emplacar sua candidata, Solange Amaral, no 1º turno, que recebeu apenas 6% dos votos. Sua imagem também prejudou a campanha de Fernando Gabeira, já que sua candidatura era apoiada pelo Democratas, partido do ainda prefeito César Maia.

Em Belo Horizonte, o candidato Márcio Lacerta, fruto de uma aliança entre o governador Aécio Neves e o atual prefeito Fernando Pimentel (PT), venceu com 59,12%. Em Salvador, João Henrique (PMDB) venceu com 58,46%. Em Porto Alegre, Fogaça (PMDB) foi reeleito com 58,95%. Em Florianópolis, Dário Benger também se reelegeu com 57,88%

São Paulo: ‘Minha mãe está sofrendo’, diz irmã de seqüestrador

Doméstica Susi Alves diz que irmão e a ex-namorada se davam bem. Armado, rapaz faz a menina de 15 anos refém há 48 horas.

Por Juliana Cardilli
Do G1, em São Paulo

Uma das irmãs mais velhas do rapaz que mantém a ex-namorada refém dentro de casa desde segunda-feira (13), a doméstica Susi Fernandes Alves, de 26 anos, não vê a hora de o seqüestro acabar. “Se pudesse falar com ele, pediria que se entregasse logo porque minha mãe está sofrendo muito, e a gente [Susi e suas duas irmãs] também.

Segundo Susi, o irmão e a ex-namorada se davam muito bem. “Não tenho o que falar mal dele. Ele não bebe, não fuma. A gente achava que eles iam voltar. Eles se gostam muito.”

Irmão mais novo de três mulheres, Lindemberg Fernandes Alves, de 22 anos, mudou-se com a família de Patos, na Paraíba, para São Paulo quando tinha apenas 2 anos. Susi diz que ele sonhava com o casamento. “Ele sonhava em se casar, mas queria montar antes a casa dele.”

O advogado contratado pela família de Alves, Eduardo Lopes, afirmou que está no local para tranqüilizar o seqüestrador e proteger a integridade física dele. Segundo o defensor, Alves foi informado pela polícia que já tem advogado. O defensor disse ainda que a família está traumatizada e que não esperava essa atitude de Alves.

Em liberdade

A adolescente de 15 anos que foi libertada na noite de terça (14) do apartamento estava sendo ouvida pela polícia no 6º Distrito Policial de Santo André, no ABC, na manhã desta quarta.

A garota chegou no final da manhã e, até as 12h40, permanecia no local. A família da adolescente pediu aos policiais que avisassem a imprensa que ela não vai falar com os jornalistas.

A garota estava na casa da amiga fazendo um trabalho de escola quando Alves invadiu o local, na tarde de segunda-feira (13), e fez reféns todos que estavam lá. Na noite de segunda, ele liberou dois colegas da ex-namorada, mas a adolescente preferiu ficar porque temeu pela integridade física da amiga, que estava sendo ameaçada pelo seqüestrador.

A tia da jovem contou ao G1, nesta manhã, que ela está preocupada com a amiga, que continua em poder de Alves em um apartamento em um cojunto habitacional. “Ela está preocupada com a amiga. Ela falou que não ia sair enquanto ele não libertasse as duas, mas chegou uma hora que não agüentou mais”, disse Fabiana Vieira de Souza, de 33 anos.

De acordo com a tia, a jovem foi levada a um hospital, onde foi medicada. Ela conseguiu dormir já na madrugada desta quarta. “Graças a Deus ela está bem. Hoje ia fazer exames que foram pedidos”, informou a tia. A menina contou à família que o jovem disse que não faria nada contra ela. “Ele falou que gostava muito dela, que não ia fazer nada”, afirmou. Apesar disso, o rapaz teria chegado a amarrá-la.

A preocupação da adolescente e da família dela agora está voltada para a menina que segue refém. “A gente está mais aliviado, mas esperamos que ele liberte a outra moça logo”, disse a tia na manhã desta quarta-feira (15).

Negociações

A polícia retomou as negociações, por volta das 8h desta quarta-feira (15), mas depois de um primeiro contato com Alves, não conseguiu mais falar com ele.

De acordo com o relato de parentes e da polícia, o rapaz invadiu o apartamento  no Jardim Santo André por ciúmes. Um dos adolescentes que também foi feito refém disse que o seqüestrador estava nervoso. “Ele disse que ela (ex-namorada) ferrou com a vida dele, porque ele terminou, mas ela não quis voltar. Disse que ficou um mês atrás dela e que se não ficasse com ele, não iria ficar com mais ninguém.”

No começo da noite, o capitão Adriano Giovaninni, do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar (PM), afirmou que descartava a invasão do local “apesar de ele (o seqüestrador) estar sendo muito agressivo”. “A postura é resolver de forma pacífica. A negociação é o primeiro ponto”, disse Giovaninni.  O capitão afirmou que todos os contatos estão sendo feitos por telefone.

Segundo Giovaninni, desde o início do seqüestro, o rapaz efetuou quatro tiros. Dois foram disparados na segunda-feira, um deles em direção a policiais militares. Na terça, ele atirou outras duas vezes, possivelmente em direção aos jornalistas.  “Mas não dá para saber realmente se ele atirou no chão ou pra algum outro lugar”, ressaltou Giovaninni.

Comida

A polícia montou uma base para coordenar a operação em uma escola pública ao lado do prédio e as aulas foram suspensas. Segundo a polícia, apenas os moradores de um apartamento no mesmo andar foi esvaziado. De acordo com reportagem do SPTV, no início da tarde a polícia mandou comida para as reféns e o seqüestrador. Os pais das duas jovens e os adolescentes que chegaram a ser mantidos reféns foram ouvidos ao longo do dia em uma delegacia de Santo André.

Ciúmes

A promotora de eventos Suellen Dafne Padiar, de 18 anos, amiga das vítimas que acompanha de perto o drama das meninas em frente ao prédio, descreveu o jovem como uma pessoa “possessiva e ciumenta”. Segundo ela, a briga, ocorrida há um mês e meio, foi motivada por ciúmes.

“Ela [a refém] adicionou um amigo da escola no Orkut e ele ficou com ciúmes”, contou. Suellen afirmou que o jovem quis terminar o relacionamento, como sempre fazia depois das discussões. “Ele sempre terminava, brigava por nada”, disse.