Domingo estréia a TV Brasil

Neste domingo, dia 2, às 12h, estréia a TV Brasil, a emissora estatal brasileira. Apelidada pela mídia de ‘BBC do Lula’, a TV Brasil entrará no lugar da TVE Brasil no Rio de Janeiro e em São Luis, no Maranhão e da TV Nacional em Brasília. Apesar da emissora já ter programação definida na estréia, nem a programação do dia seguinte e o logotipo estão definidos — esse logotipo usado como ilustração é da TV Brasil transmitida para a América Latina, o “canal integracción”.

No domingo, a emissora terá quatro edições do “Revista Brasil Especial”, com uma hora de programação, e terão links do Rio de Janeiro, Brasília e de outras emissoras da Rede Pública de Televisão. Também haverá 5 sessões de filmes nacionais, com três longas e dois curtas metragens, além de um documentário do DocTV.

A estréia será feita em caráter de teste e os microfones da emissora poderão aparecer sem canopla, por a emissora ainda não ter logotipo definido

Confirmado: TV Lages, ex-RedeTV Sul!, fecha com SBT

Como o Internacional informou em 1ª mão ontem, o o SBT confirmou a informação que teria fechado um contrato com a TV Lages, afiliada da RedeTV! em Santa Catarina, assim garantindo que a emissora continue sendo transmitida na região. Segundo o próprio SBT, a TV Lages cobre mais de 90% dos domicílios do estado.

A partir de fevereiro de 2008 a TV Lages passa a transmitir a programação do SBT. Também em fevereiro de 2008, a Rede SC passa a se chamar RIC SC (Rede Independente de Comunicação) e transmitirá a programação da TV Record, quando a TV Record Florianópolis passará a transmitir a programação da Record News. A RedeTV! por enquanto fica sem afiliada no estado de Santa Catarina.

É o Internacional trazendo informações quentes e inéditas para vocês, leitores. É por isso que o Internacional é o preferido entre os leitores.

RedeTV Sul! fecha com SBT

Segundo um funcionário de um programa independente que era exibido na RedeTV Sul!, a produtora do programa acaba de ser informada que a emissora fechou um contrato com o SBT para ser sua afiliada em Santa Catarina. No começo de Novembro foi noticiado que o SBT perdeu a afiliação da Rede SC para a TV Record. Assim, se a notícia for confirmada, a RedeTV! fica sem sinal em Santa Catarina.

Este programa, inclusive, já teria fechado contrato com a CNT para transmitir sua programação.

A SCC (Sistema Catarinense de Comunicações), razão social da RedeTV Sul!, cobre todo o estado de Santa Catarina e Grande Curitiba no Paraná.

Em 1989, a TV Lages, a TV O Estado e TV O Estado Florianópolis formaram a SCC, uma rede de emissoras afiliadas do SBT. Em meados da década de 90, a parceria é desfeita e a TV Lages fica com a denominação SCC e com a afiliação ao SBT. Em 2001, pelo fato da TV O Estado e TV O Estado Florianópolis serem do mesmo dono, elas iniciam um processo de formação de rede e, para não haver duas retransmissoras do SBT, a TV Lages muda de nome e passa a afiliar a RedeTV!.

A informação foi postada originalmente no fórum 2Jovem.

Boni poderá ir para o SBT

Segundo a Folha de S. Paulo, Silvio Santos e José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, voltaram a negociar uma possível compra ou parceria do SBT. As negociações já ocorreram a quatro meses, porém não evoluíram. Recentemente surgiu rumores que o empresário e apresentador Roberto Justos, representando um grupo de mídia mexicano (que não era a Televisa, e sim o Grupo Azteca), queria comprar o SBT. Tudo não passou de um boato. Na verdade Justos queria vender formatos de sua nova produtora de TV.

Boni foi o homem que contruiu a Rede Globo. Durante os anos 80 e 90, dirigiu a emissora a caminho da qualidade e líderança absoluta. A dez anos atrás, Silvio e Boni negociaram a ida dele para o SBT, que não foi desenvolvido. Boni tinha um contrato que não permitia que ele fosse trabalhar no SBT. Na época, a emissora de Silvio Santos ameaçava, e muito, a hegemonia da Rede Globo. Hoje a situação é diferente. Cogitam que Boni teria o apoio da Vênus Platinada, que torce para que o SBT cresça e freie a Record. Segundo expeculações, cogitou-se até a liberação de um alto executivo da Globo para assumir o departamento comercial do SBT.

Esse auxílio e clima de solidariedade entre a Globo e o SBT começou em meados deste ano, quando foi espalhado pela mídia que a Globo estaria negociado com o SBT a divisão dos direitos do Campeonato Brasileiro. Acabou que a Band renovou com a Globo, que tinha prioridade. Essa parceria é bom para ambas as emissoras: bom para a Globo, já que o SBT frearia o crescimento da Record, já que a disputa Globo x Record seria dura, já que a Record tem uma fonte infinita de dinheiro. Bom para o SBT que teria incentivos e auxílios para retomar a vice-liderança. Quem perde é a Record, que é atacada de todos os lados. E quem ganha é o telespectador, que vê muito mais qualidade na TV.

Saiba como será a tecnologia da TV Digital

No próximo domingo, dia 2 de dezembro, será inaugurada oficialmente a TV Digital no Brasil, embora esteja em testes desde junho e seja somente para São Paulo. Os primeiros set-top-box, ou bem bom português, caixa conversora, já estão nas lojas. Os modelos variam, e os preços também. Em um teste feito pelo Estadão, os modelos mais baratos são de R$500 reais, como o DigiTV, da Positivo, porém não suporta HDTV (alta definição) e são mais para TV de tubo. O modelo mais caro custa R$1.200, da Semp Toshiba. Ele tem suporte para HDTV, tem entradas de Video Componente, Video Composto e HDMI.  Se você quiser ler o teste completo, clique aqui. Ainda há um dispositivo móvel da TecToy que custa R$350 e pode ser conectado ao laptop e ao computador.
Cada emissora já divulgou o que irá produzir em HD no futuro, exceto o SBT. Segundo o Diretor de Egenharia da emissora, Roberto Franco, a emissora não revela seus planos por questões estratégicas. Ele apenas diz que “o SBT irá investir em alta definição e mobilidade desde o início”. Franco ainda garante que “quem tiver um aparelho portátil preparado para isso já receberá nosso sinal através dele a partir do dia 2 de dezembro”. Do SBT só sabe-se que a emissora será a primeira a exibir um filme de HD depois da estréia oficial. O filme “Alexandre, o Grande”, foi anunciado duas semanas antes de ir ao ar, junto com a marca SBT HD.

A partir da primeira semana de dezembro, a Bandeirantes e a Rede Globo transmitirão as novelas “Dance Dance Dance” e “Duas Caras” em HD, respectivamente. Na Globo, o próximo passo será a transmissão de filmes em HD e algumas partidas de futebol e alguns eventos especiais, como o Carnaval. Segundo Carlos Fini, diretor de Tecnologia e Manutenção da Globo, o estúdio 3 de São Paulo, onde são gravados os programas Altas Horas, Programa do Jô e Domingão do Faustão, já está preparado para gravar em alta definição.

Na Rede Bandeirantes, estima-se que todo o horário nobre (faixa das 18h às 1h) seja em alta definição até janeiro.

Na Rede Record, não foi definido o que será exibido em alta definição a partir do dia 2/12. O mais provável é que vá ao ar em HD a séries “Heroes” e o filme “Garfield 2”. A emissora diz que as novelas, filmes, séries e futebol será exibido em alta definição no futuro.

A RedeTV! já informou que a série Donas de Casa Desesperadas será exibida em alta definição. A emissora pretende produzir programas jornalístico e de entretenimento em alta definição.

Já a TV Cultura diz que não investirá em alta definição, mas sim em multi-programação, assim transmitindo até quatro programações diferenciadas em SDTV (qualidade de DVD). A TV Gazeta também já informou que adotará a multi-programação, com um segundo canal destinado à Fundação Cásper Líbero, que é dona da emissora, e transmitirá trabalhos do curso de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero.

Pouquíssimas pessoas verão a estréia da TV Digital, apenas os mais favorecidos, visto que os receptores mais baratos e compatíveis com a tecnologia HD custam mais de R$700 reais. E uma televisão com a capacidade de exibir uma imagem em HD custa de R$5 mil para cima. Torceremos para que os preços caiam!

Crítica: Amas de Casa Desesperadas Brasil

Desde agosto está no ar pela RedeTV! a superprodução Donas de Casa Desesperadas, remake do grande sucesso da TV americana Desperete Housewives, em co-produção com a ABC International Television, divisão de produção da rede americana ABC, que pertence à Disney, e a produtora argentina Pol-ka. A RedeTV! e a ABC desembolsaram US$ 5 milhões, por conta da série ser toda gravada em HDTV.

A série marca a primeira grande tentativa da RedeTV! a entrar de vez na teledramaturgia brasileira, embora tenha feito produções de baixíssimo orçamento anteriormente, como “Vila Maluca” e “Mano a Mano”. Com nomes de peso, como Sônia Braga, Lucélia Santos, Isadora Ribeiro e Iran Malfitano, a série até envolve e prende o telespectador, para que a cada semana ele esteja ali, vendo o que irá acontecer.

Apesar de não ter nenhuma grande referência ao Brasil (apenas detalhes, como o carro da polícia, dólares viram reais, empregadas vem do Ceará e camisas de times de futebol) por ser feita nos padrões americanos, o grande problema da série está no elenco de apoio não ser brasileiro, ou seja, os filhos da donas de casa, todas as pontas de elenco, delegados, alguns vizinhos, mãe de protagonistas, são todos argentinos. Algumas cenas, como de uma festa que foi ao ar no capítulo da última quarta-feira (25/11), não tinham protagonistas na cena, por tanto ela era toda dublada em português, parecendo que, na verdade, o que está no ar é a versão argentina dublada em português.

A RedeTV! tem até bom desempenho com essa produção, como primeira grande produção está até de parabens pelo bom desempenho e esforço na produção da série, um passo para a melhora na qualidade da programação, mas se quiser entrar mesmo na briga pela audiência, ou chegar aos pés da antecessora, a saudosa Rede Manchete, tem que crescer muito.

Vamos ver se em produções futuras, a RedeTV! produza séries verdadeiramente brasileiras, e não “meio calabresa, meio muçarela“.

Querem mudar a bandeira e o hino brasileiro

Recentemente o senador Cristóvão Buarque (PDT) propôs uma mudança na bandeira brasileira: ao invés de estar escrito “Ordem e Progresso”, mudaria para “Educação e Progresso”. A mudança dificilmente será aprovada. Não foi eleito presidente e agora não tem mais nada pra fazer…

O prefeito de Araçariguama-SP, Carlos Aimar (PRB), faz uma campanha na internet para a mudança do hino nacional. A primeira frase da segunda parte, “deitaram eternamente em berço esplêndido”, mudaria para “abençoado eternamente em berço esplêndido”. O site tem até o hino com a frase já mudada.

O prefeito não tem não foi eleito para cuidar de sua cidade, e não do hino do país. Se a única preocupação do país fosse o hino, tudo seria ótimo.